14 de Fevereiro - Amor aos livros! ♡

Neste dia dos namorados, venho assim declarar o meu amor aos livros, e falar dos livros que, até à data da publicação deste post, foram os livros mais importantes da minha vida, que mais me fascinaram, entusiasmaram, e cultivaram este meu amor pela literatura!

Vamos lá? ♥‿♥


 A melhor forma de começar a declarar o meu amor aos livros é a falar deste livro em particular, que foi a origem da ideia da criação deste blog. Baunilha e Chocolate, de Sveva Casati Modignani - opinião aqui - que descobri na Biblioteca de Leiria, quando vivia por aqueles lados, numa das piores alturas da minha vida, este livro deu-me a força, inspiração e coragem de que precisava para enfrentar traumas vividos, e para me voltar a redescobrir... Foi depois de ler este livro, que foi doado por uma senhora aquela biblioteca, que comecei a ponderar a importância de doar-mos livros às bibliotecas, livros que podem fazer a diferença na vida das pessoas, e assim nasceu Um Blog entre Bibliotecas, as visitas e as doações às bibliotecas do país e arredores. ★~(◠‿◕✿)

Outra declaração de amor que tenho a fazer aos livros é a saga da minha vida, uma saga que marcou a minha infância, adolescência e inicio da minha vida adulta, e que foi de uma importância vital na minha vida, tanto que ainda hoje faz parte dela... A saga Harry Potter! - Opinião aqui - de cinco em cinco anos, volto a reler a saga, os filmes já vi vezes sem conta.
 A Loja dos Suicídios de Jean Teulé é um dos livros mais comicamente deprimentes que já  li na vida! Sim, é possível ser os dois, ter a dose certa, perfeita de drama deprimente e comédia de fazer chorar a rir, precisamente por ser tão morbidamente depressivo e sarcasticamente apelativo, é também uma bruta crítica social, daquelas de que eu tanto gosto, - opinião aqui - já vi o filme do livro, mas acho sinceramente que não lhe faz jus, de facto, o filme é pura e simplesmente deprimente, e o livro é muito cómico na sua depressividade, adorei, e hei-de reler! Acreditem que é impossível ficar triste a ler este livro!
Menina Rica, Menina Pobre de Joanna Rees é uma história dramática brutal, muito ao estilo de Lesley Pearse (e nunca faço esta comparação em vão!), eu tenho andado tão distraída ultimamente que nem reparei que já tinha saído outro livro desta autora traduzido em Portugal, e vou ter de o ler sem falta! Para quem gosta de histórias com personagens femininas muito fortes e dramas intensos é do melhor  - opinião aqui - já li este livro há cinco anos, e ainda me lembro da emoção obsessiva de o ler!
Tráfego humano, a exploração das mulheres, pessoas a quem a liberdade é roubada, seja física, seja de pensamentos e vontade, a perda de entes queridos, bem... dentro desta história estão centenas de histórias...
 50 Ideias para te Livrares do Plástico de Isabel Thomas, o livro juvenil que me tornou vegan de um dia para o outro, e nem sequer tem nada directamente relacionado com o tema do veganismo nem sequer menciona o mesmo na leitura! Ou seja, foi o impulsionador de uma vontade que eu já tinha há muito, mas a pressão familiar, dos médicos e da sociedade privaram-me da coragem para os ser há mais tempo, não sou dada a pressões sociais nem influenciável, mas as questões da minha saúde foram o factor pelo qual eu tinha receio de me aventurar neste mundo, e que tola fui... pois meus amigos, estou melhor de saúde desde que me tornei vegan do que antes, e tenho análises e exames para o provar, do antes e depois. - Opinião aqui - O que me impactou neste livro foi a referência que faz ao impacto da industria agropecuária no planeta, a forma como o está a destruir, e como o consumo de produtos de origem animal dá cabo do planeta. Admiro muito o pessoal vegan que diz que se tornou por amor aos animais, amor aos animais sempre tive, mas tornei-me vegan pelo ambiente antes de mais, pois só comecei a tomar consciência do que se passava nos matadouros e respectiva industria após me tornar vegan, o que veio a consolidar definitivamente esta minha escolha... no que diz respeito ao foco principal do livro, a questão do plástico no nosso planeta, algo em que estou em guerra após a leitura deste livro, é um dos melhores que já li do género, mudei mesmo radicalmente a minha relação com o plástico após a leitura deste livro, é dos mais explícitos e fáceis de entender que por ai andam, tanto para adultos como para crianças, recomendo 100%!
A Doçura da Chuva de Deborah Smith é um dos livros mais bonitos dentro do género romântico que já li, foi a minha estreia com a autora, que se tornou numa das minhas preferidas, - opinião aqui - é daqueles livros que já li há anos e ainda me lembro bem da emoção de o ler, e conto um dia voltar a ler novamente.
A Educação de Eleanor de Gail Honeyman é um dos livros, a par do livro "A Loja dos Suicídios" mais melancolicamente cómico-dramático que já li, - opinião aqui - carregado de ironia e crítica social, drama e comédia, eu adorei o mix de emoções que esta leitura me proporcionou, com muita introspectividade e é daquelas leituras que prendem de tal forma que fazem esquecer tudo, um dos meus preferidos! 

A Filha da Madrasta de Jennifer Donnelly é um dos meus livros preferidos de SEMPRE!! Nunca li nada assim na minha vida, - opinião aqui - original ao extremo, carregado de parábolas, introspectividade, metáforas e aventura, com um toque de fantasia mitológica brilhante e inteligente, um ode ao poderio de ser mulher, uma crítica social à pressão que as mulheres são mergulhadas para serem perfeitas esposas e nada mais, com uma personagem feminina improvável, Isabelle, a meia-irmã da Cinderella na versão do conto dos Irmãos Grimm, irmã essa que cortou o calcanhar para que o pé coubesse no sapato, algo que fez pela pressão da própria mãe, Isabelle que o que mais quer na vida é andar a cavalo, lutar com espadas e ser militar! Que livro, que leitura, que aventura!! 
(。♡‿♡。)

A Odisseia do Espírito Santo de António Breda Carvalho surpreendeu-me imenso pela positiva, conta uma parte da nossa história que eu não conhecia, - opinião aqui - ainda mais sendo uma parte da nossa história pela qual eu tenho profundo interesse, a perseguição pela inquisição, neste caso em Portugal, mas o autor consegue narrar a história com um toque de humor e sarcasmo tão gratificante que mesmo dada a seriedade do tema, é impossível não rir à gargalhada com o dia-a-dia destas gentes destes tempos, com a estupidez campónia, com a crítica social a uma sociedade que não faz nada mais do que se meterem na vida uns dos outros, e se deixarem seguir cegamente por extremismos sem ponderarem ou explorarem a questão, sendo que são como rebanhos a seguir o pastor sem olhar ao quê... apesar de ser uma leitura carregada de humor, é uma excelente forma de aprendermos mais sobre a nossa história, costumes e e é baseado num acontecimento real, com pessoas reais. Fascinante!
A Princesinha de Frances Hodgson Burnett é um dos livros mais bonitos que já li, ainda mais é um clássico da literatura, e eu ando a investir cada vez mais na leitura de clássicos, é a história de uma menina muito bondosa e corajosa, que se vê órfã, enfiada num orfanato gerido por uma directora malvada, mas que apesar de todos os desgostos que está a ter na sua breve vida, nunca deixa de ser quem é, não desmoraliza nem desiste - opinião aqui - esta é uma leitura verdadeiramente inspiradora e enternecedora, para os mais pequenos e adultos!

No Rasto das Medusas de Ali Benjamim, eis um dos livros preferidos da minha vida, de sempre, e eis que é um livro juvenil! Não é por nada, mas já repararam na suprema qualidade dos livros juvenis dos últimos tempos? Há livros FABULOSOS que apesar de estarem classificados para o publico mais jovem, os adultos em muito ganham com a sua leitura, sendo este um desses casos! Que história linda e inspiradora - opinião aqui - comovente, um verdadeiro hino à amizade, sobreviver ao arrependimento que vive dentro de nós, à superação dos dias mais negros da nossa vida, tal como a morte de quem mais gostamos, uma leitura brutal que ficou para sempre no meu coração!

Perto de Casa de Cara Hunter foi o thriller policial mais incrível que já li na vida, - opinião aqui - foi o único que li que me apanhou completamente desprevenida em toda a leitura, surpreendeu-me tanto que dei por mim a ler em público a soltar expressões de surpresa, bem alto! fazendo com que olhassem para mim (e eu ralada!), prendeu-me de tal maneira que chegou ao nível de leitura obsessiva! Quando pensei que já estava a ver onde a história iria parar, deu uma brutal reviravolta que me deixou completamente à nora, e depois disso outra, e outra, e outra, até ao momento em que eu já estava deslumbrada com a total imprevisibilidade na leitura, primeira vez que algo me aconteceu com a leitura deste género. Mesmo o final é surpreendente, sendo que considero este (e o seguinte da autora: No Escuro) o mais imprevisível que já li na vida!

Porque tem a arte tanta gente nua? de Susie Hodge, mal li este livro disse logo que tinha de ir ,certinho e direitinho, para o Plano Nacional de Leitura, e não é que foi mesmo? \(▔▽▔)/ É um livro fantástico, muito divertido e informativo - opinião aqui - e para quem, como eu, não percebe patavina de arte, seja adulto ou criança, este é o melhor livro que pode ler sobre o tema, pois é uma leitura muito leve e curiosa, cheia de cor e curiosidades e aprendemos um pouquinho de tudo para ficarmos com uma ideia geral do que é a arte e as variedades artísticas que existem, brutal!

Quando Lisboa Tremeu de Domingos Amaral foi um dos livros mais emocionantes que já li, senti os nervos à flor da pele durante quase toda a leitura, ajudou o facto de ter lido grande parte do livro nos precisos locais onde a narrativa decorre, o que aumentou o factor terror e medo, pois se a escrita já é por si realista, ali nos locais mencionados incrementa ainda mais o sentimento - opinião aqui - foi a minha estreia com o autor, e que brutal estreia foi!
Sonhos Proibidos de Lesley Pearse é o primeiro livro da única trilogia até ao momento da autora, e eu devorei os três livros em menos de uma semana, aquilo é que foi viver para a leitura e nada mais importou naqueles dias, e que leituras foram estas, que leituras! - Opinião aqui - começa na idade vitoriana, passa pela Primeira Guerra Mundial e depois pela Segunda Guerra Mundial, com factos históricos, personagens femininas brutalmente corajosas e é sentir constantemente a emoção em carne viva, amei!

Uma Viagem Inesquecível de Michael Zadoorian é a confirmação de que o meu género literário preferido é mesmo o drama cómico carregado de introspecção, - opinião aqui - e sem dúvida que dentro do género este é dos meus preferidos e que mais me fez rir, à pura gargalhada e sempre com um sentimento enternecedor no coração, é uma história muito realista e muito contemporânea, e o expoente máximo da liberdade, em como podemos tomar o controlo da nossa vida o máximo que pudermos, vivermos como quisermos e morrermos como bem entendermos! Brilhante!

Vaca Sagrada de David Duchovny foi um dos livros que mais me fez rir, literalmente engasgar-me a rir, e na sua idiotice cómica e dramática faz-nos pensar na realidade do mundo que nos rodeia, especialmente no que a respeito da industria do gado diz respeito... - opinião aqui - carregada de parábolas e metáforas em forma de crítica social, sendo que nesta história vemos o mundo pela perspectiva dos animais, especialmente de um vaca maluca (não louca!), um porco, um peru entre outros e só vos digo, é de chorar a rir! Carregado de referências musicais, cinematográficas e pop, é um livro excelente para miúdos e graúdos! 
13 Minutos de Sarah Pinborough foi um dos livros que mais me motivou a ler o género thriller, que era o género que eu menos lia ou nem sequer lia de todo. Apesar de ser jovem adulto, carregado de drama adolescente, é muito maduro, intenso e surpreendentemente imprevisível, - opinião aqui - carregado de emoção e acção, adorei!

A Minha Avó Pede Desculpa de Fredrik Backman foi a minha fabulosa estreia com o autor, e fiquei perdidamente fã!! Este autor é o meu autor de auxilio quando me encontro com uma ressaca literária, já vos aconteceu? é horrível, depois de lerem uma bruta história parece que mais nenhuma vos cativa, e os livros do Fredrik como são de um estilo tão diversificado, com uma forte componente introspectiva, carregada de humor e drama, comédia e seriedade, não tem um estilo definido, sendo que dá para quase todos os gostos literários - opinião aqui - adoro a forma como ele envolve o choque de gerações, com personagens muito novas e outras já com uma idade avançada, e como ambas têm para ensinar uma à outra... quando vocês estiverem numa de: "Nem sei o que me apetece ler..." leiam um livro qualquer do Fredrik, vão adorar! ♡^▽^♡

Cleo de Helen Brown é uma história verídica da importância que uma pequena gatinha teve na vida desta mulher/autora... já li diversos livros biográficos sobre animais de estimação, especialmente sobre gatos, e este é um dos meus preferidos! - Opinião aqui - Nesta altura, tinha adoptado os primeiros gatos que tive na vida há pouco tempo, e eu era uma pessoa que nem sequer gostava de gatos, vivia na ideia do estereotipado preconceito de que não gostam dos donos, gostam da casa, são maus, não dão mimo, atacam os olhos, etc, etc... bem, mudei totalmente de ideias, pois pelo menos os meus são do melhor que há e do mais mimoso que existe! Carregados de personalidade, e chegam inclusive a lamber as minhas lágrimas, quando as há! Esta é uma história lindíssima, carregada de sentimento e emoção.

Grita de Laurie Halse Anderson é dos melhores livros sobre a temática bullying que já li, e não haja dúvidas que deveria de pertencer ao Plano Nacional de Leitura! - Opinião aqui - é tão incrivelmente intenso que me fez reviver os meus traumas passados na escola relacionados com o abominável bullying, o próprio drama de ser adolescente, os receios, dúvidas, medos, incertezas, tudo! Durante este livro voltei a ser adolescente outra vez, foi fascinante e aterrorizador, é uma leitura extremamente intensa e brutal, que deveria de ser lido tanto pelos adolescentes, como pelos pais e educadores, pois qualquer pessoa ao ler este livro vai sentir todas aquelas emoções na própria pele!
Julieta de Anne Fortier, um dos meus livros preferidos de sempre, como quem já segue o blog há uns tempos saberá, tenho uma paixão tremenda pela história de Romeu e Julieta, desde que me lembro que existo! Sou fã de drama, e esta é uma das histórias dramáticas mais antigas, e mesmo sendo algo lamechas, é um lamechas que considero lindo e com classe, puro e verdadeiro - opinião aqui - nesta história ficamos a conhecer a história verdadeira de Romeu e Julieta, e não a versão shakespeariana, e por incrível que pareça, a história verdadeira - sim, eles existiram mesmo!!! - é ainda mais brutalmente dramática do que a romantizada por Shakespeare. Acho que no fundo, sempre o soube... foi uma das leituras mais empolgantes e emocionantes da minha vida!
Meus caros leitores, Louca de Cloe Esposito é o único livro desta lista que eu vos digo: Ou vão adorar ou vão detestar! Eu AMEI, - opinião aqui - foi das leituras mais vertiginosas, estupidamente divertidas, parvamente imprevisíveis que eu já li na vida, mas eu adoro este tipo de estupidez, uma estupidez que chega a ser muito inteligente e original, mórbida e erótica, envolve drama familiar, pessoal, viagens, máfia, personagens peculiares, bem... um cocktail de boa disposição que me agradou bastante, me fez rir muito e me deixou muito bem disposta!

Nunca me Esqueças de Lesley Pearse é um dos livros da minha vida, um dos meus preferidos de sempre, - opinião aqui - creio que nunca tinha lido em toda a minha vida um livro com uma sofreguidão tão obsessiva como foi quando li este, ao ponto de deixar de existir para o mundo e dedicar-me exclusivamente a esta leitura, foi brutal! Conto reler um dia, sem dúvida, e além de ser uma história inesquecível, é baseada em factos reais e a personagem Mary existiu mesmo, tal como muito do que acontece neste livro lhe aconteceu a ela, e mesmo eu que me considero uma mulher corajosa e forte, e por isso adoro este tipo de leituras como personagens femininas corajosas, nem eu sei se aguentaria o que Mary aguentou na sua luta pela sobrevivência! Inesquecível!

A Saga Diário de um Banana de Jeff Kinney é um vício literário meu, já li TODOS os que saíram até hoje, - opinião aqui - e rio-me que nem uma tola durante a leitura, esteja eu onde estiver, e por acaso ultimamente tem sido nos transportes que leio mais, então vou a deliciar os outros passageiros com as minhas figuras tristes a rir-me sozinha enquanto leio um livro para putos! \^o^/

O Fantasma de Canterville de Oscar Wilde é uma das minhas estreias no mundo dos clássicos, estreia com o autor, tudo uma estreia, e que estreia incrível que foi, pois eu pura e simplesmente AMEI este livro! Ah, deliciosa crítica social vitoriana que se adapta perfeitamente ainda aos dias de hoje, carregada de sarcasmo e ironia, comédia e drama - opinião aqui - um conto giríssimo para todas as idades!

O Guia do Xenófobo - Os Portugueses de Matthew Hancock é um pequeno livro injustamente pouco conhecido, pois é um dos livros mais divertidos dentro do género crítica social estereotipada politicamente incorrecta que já li na vida! - Opinião aqui - foi rir até mais não, e até deu para reflectir e filosofar um pouco sobre a nossa cultura, o nosso povo, a nossa história, sempre com um sarcasmo histérico a acompanhar que eu amei!

O Homem dos Sussurros de Alex North, aqui está ele, o melhor thriller psicológico que li na vida! Qual Stephen King qual quê, este foi o único livro que me arrepiou na vida, - opinião aqui - como nem sequer filmes ou séries alguma vez fizeram (tirando o The Conjuring!), e não é por este livro ser propriamente assustador nem ser sobre monstros, fantasmas nem nada do género, aqui o factor psicológico é mesmo a condição humana, a forma como joga com a nossa inquietação pelo desconhecido, a forma como conseguimos sentir a dor e o medo tanto das personagens adultas como das crianças, está aqui um livro muito bem conseguido, uma leitura obsessiva e inquietante, que me deixou com a sensação de estar a ser observada e seguida!

Os Altos e Baixos do Meu Coração de Becky Albertalli foi a minha estreia nos romances adolescentes/jovem adultos que abordam os temas da homossexualidade - opinião aqui - e o bullying associado ao mesmo, entre o habitual drama adolescente, é interessante ver como os tempos mudaram, no entanto continuam na mesma... voltei a sentir-me adolescente durante esta leitura, um livro tanto para os adolescentes como para os pais e educadores, e deveria de ser Plano Nacional de Leitura!
Sou dos Anos 80 - E Não Tenho Medo de Nada de Joana Emídio Marques não foge à regra do que já comentei várias vezes aqui no blog que prima pela originalidade e qualidade de publicações da Editora Guerra e Paz! Desde ser muito colorido, - opinião aqui - o livro é leve e cheira mesmo a livro, o cheiro de toda a vida e não meio plastificado como agora, e depois a originalidade de temas que aborda, é uma editora maravilhosa! E este livro maravilhoso é, original e muito nostálgico e divertido, adoro! Eu sou dos anos 80, sou de 88, e apesar de não ter vivido a maior parte minha infância nos anos 80, muitas das referências aqui presentes neste livro fizeram parte da minha infância nos anos 90, identifiquei-me muito com este livro, e é uma boa dose de divertida nostalgia para quem viveu estes tempos!
Dezanove Minutos de Jodi Picoult, esta é uma leitura brutal, ainda por cima muito realista e intensa, retrata uma infeliz altura em que parecia ser moda adolescentes, especialmente as vítimas de bullying entrarem pelas escolas adentro e dispararem armas sobre tudo e todos... foi também nesta altura que as questões do bullying começaram a ser mais faladas e divulgadas, finalmente!!, e sendo que eu fui uma vítima de bullying esta leitura mexeu brutalmente comigo... e depois, a Jodi tem uma forma imensamente polémica de escrever, e como narra sob várias perspectivas, é quase impossível sermos imparciais... - opinião aqui - uma leitura que eu acredito sinceramente que deveria fazer parte do Plano Nacional de Leitura...
Índias de João Morgado foi a minha estreia com o autor, e tornou-se assim de uma hora para a outra o meu autor nacional preferido, e também foi graças a esta leitura que eu recomecei a ler autores nacionais e lusófonos, como tive más experiências neste género na escola, especialmente no que toca à "obrigatoriedade" de ler os livros que eles impingem, passei anos sem ler nada mais a não ser literatura traduzida. Até que descobri este livro do João e agora larguei aquela cisma... Eu gosto de ler de tudo um pouco, mas um dos meus géneros literários preferidos são os romances históricos, especialmente deste tipo, os historicamente correctos! - Opinião aqui - que fantástica e emocionante forma de aprendermos sobre a nossa história, especialmente quando narrada pela escrita deste autor!

Se eu Ficar de Gayle Forman foi um dos livros que li mais obsessivamente de sempre, li-o numas quatro horas, sem me levantar do sofá nem para nada, - opinião aqui - fiquei completamente vidrada, pois nunca tinha lido nada assim! Foi também com este livro que comecei a dar mais atenção ao género jovem adulto, que ainda hoje leio com regularidade, acho que o filme está fiel ao livro, mas nada se compara ao livro! É uma leitura brutal, muito dramática e introspectiva, que nos faz pensar na vida e na vida que vivemos com os outros, especialmente família e amigos, e o valor que lhes devemos dar, e dar à própria vida em si.

O Meu Encontro com a Vida de Cecelia Ahern é um dos livros mais metaforicamente brutais e introspectivos que já li na minha vida! Adoro a Cecelia Ahern, que descobri após ver o filme P.S - I Love You, e têm-me proporcionado leituras fantásticas, especialmente os livros menos românticos dela e mais introspectivos, como é o caso deste. Podem ler a - opinião aqui - e recomendo a todos os que querem ou precisem, mesmo sem saber, de um encontro com a sua própria vida... Este é daqueles livros para ler e reler, especialmente quando nos começamos a esquecer das lições que aprendemos com ele...
Então, o que acharam das minhas sugestões? Já leram algum destes livros? Ficaram com curiosidade em ler algum especificamente após a minha opinião?
(~o▔▽▔)~oo~(▔▽▔o~)

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑