Opinião: 29 Segundos | T. M. Logan

O que consegue fazer em 29 segundos
SINOPSE: E se uma única chamada de 29 segundos conseguisse mudar a sua vida para sempre? «Dê-me um nome. Uma pessoa. E eu faço-a desaparecer…» Quando Sarah salva uma menina em apuros, não espera nada em troca, mas o seu ato de bravura coloca um poderoso e perigoso homem em dívida para com ela. Vive de acordo com o seu próprio código brutal e todas as dívidas têm de ser saldadas, e da única forma que conhece. Propõe a Sarah uma forma de resolver a situação desesperante com o seu chefe insuportável. Uma oportunidade única que fará com que todos os seus problemas desapareçam. Sem consequências. Sem retorno. Sem hipótese de ser descoberta. Só é preciso fazer um telefonema de 29 segundos. Pois qualquer pessoa tem um nome para dar, não tem?

Opinião: Um Crime Um Crime Anunciado | Jude Deveraux

Três pessoas. Uma paixão proibida. Um enigma por resolver.
Sinopse: Sara Medlar é uma escritora de renome. Decidida a abrandar o ritmo da sua vida, compra uma mansão antiga e contrata o jovem Jackson Wyatt para a remodelar. E quando Jack parte uma perna, Sara - que se sente só mas é incapaz de o admitir - convida-o a ir viver lá para casa.
Há, porém, um segundo inquilino a caminho… Kate Medlar, sobrinha de Sara. Ao chegar à grandiosa propriedade, porém, o desagrado de Kate relativamente a Jack é evidente - pois só um tolo não vê que o jovem está a usar os seus encantos para se aproveitar da velha senhora…
Mas quando a queda de uma árvore no jardim revela os restos mortais de duas pessoas, os três unem-se para desvendar o crime.
Perante a misteriosa má vontade de todos aqueles que os rodeiam, e unidos por um apurado sentido de justiça, Kate, Sara e Jack terão de mergulhar no sombrio passado da mansão para descobrir o que realmente aconteceu.

Opinião: A Agenda Vermelha | Sofia Lundberg

SINOPSE: Doris pode ter noventa e seis anos e morar sozinha em Estocolmo, mas tal não significa que não continue ligada ao mundo. Todas as semanas, aguarda ansiosamente o telefonema por Skype com Jenny, a sobrinha-neta americana que é, simultaneamente, a sua única parente. As conversas com a jovem mãe levam-na de volta à sua própria juventude e tornam mais suportável a iminência da morte, que Doris sente a rondá-la. De uma forma muitíssimo lúcida, escolhe, de entre as inúmeras memórias que uma vida longa carrega, as que estão relacionadas com aqueles que conheceu e amou e cujo nome inscreveu numa pequena agenda vermelha.
As histórias desse passado colorido – o amor platónico pelo pintor modernista Gösta Adrian-Nilsson; o trabalho como manequim de alta-costura em Paris, na década de 1930; a fuga clandestina num barco que é bombardeado pelos soldados alemães do III Reich, no auge da Segunda Guerra Mundial – recriam uma existência plena que, embora se aproxime do derradeiro final, não está isenta de surpresas: um lembrete agridoce de que, na vida, os finais felizes não são apenas ficção.

Opinião: Onde Caem os Anjos | Nora Roberts

Green Beans, o meu café vegan preferido, no Chiado, onde servem a mais deliciosa pizza vegan do mundo!
SINOPSE: Reece Gilmore foge de um passado traumático como única sobrevivente de um crime brutal em que viu todos os seus amigos morrer. Um dia chega a Angel’s Fist, um lugar idílico rodeado por belas montanhas, e decide aceitar um emprego no restaurante local como cozinheira. Reece cedo encanta os locais com os seus dotes de culinária. Afinal de contas, era uma famosa chefe de cozinha na Costa Leste, mas continua atormentada pelo crime de que foi vítima, e luta constantemente contra os pesadelos que a assombram. Até que um dia é a única testemunha de um novo homicídio… Sendo tão frágil e dada a ataques de pânico, ninguém na cidade parece acreditar em Reece a não ser Brody, um irascível e atraente escritor de policiais. E quando uma série de eventos perigosos tornam claro que alguém está a tentar enlouquecer Reece e a eliminá-la do caminho, ela terá de confiar em Brody, e em si própria, para descobrir se existe ou não um assassino em Angel’s Fist. Venha descobrir a beleza das montanhas americanas e as fantásticas receitas de culinária de Reece Gilmore, nesta apaixonante história de crime, loucura e amor de Nora Roberts.

Opinião: Diário de um Carbonário | Mário Silva Carvalho

Testemunho de um dos momentos mais violentos e importantes da História de Portugal.
SINOPSE: Carbonária: Sociedade sinistra e cruel para uns. Sonho de liberdade para outros. Mas onde estará a verdade, no meio de tanto sangue e segredos?
Em 1907, o jovem Constantino da Silva chega a Lisboa. Fugira de Coimbra devido a uma zaragata em que atacou um miguelista para proteger um grupo de estudantes republicanos. O deslumbre com a capital, tão maior e mais sofisticada do que o resto do país, logo é substituído pela realidade: Lisboa é uma cidade pobre, esfaimada e onde o conflito entre monárquicos e republicanos deixa feridos e mortos nas ruas.
Cedo o caminho de Constantino se cruza com a Carbonária, sociedade sinistra e cruel aos olhos dos conservadores, e um juramento secreto atira-o para uma vida dupla: de dia é um alfaiate que passeia pelo Rossio e namorisca operárias; de noite participa em assaltos e agressões violentas em nome dos ideais democráticos e republicanos. Quando a tesoura e a pistola permitem, o jovem pega na pena e descreve a sua vida, com simplicidade e honestidade, num diário que é um hino emocionante a uma das épocas mais importantes e turbulentas da História de Portugal.

Opinião: Deixa-me Mentir | Clare Mackintosh

Para a polícia foi suicídio. Para Anna foi homicídio. Ambos estão errados.
SINOPSE: Quando a verdade é demasiado cruel, a mentira é a melhor saída.
Depois do seu pai e da sua mãe terem acabado com as próprias vidas de maneira muito parecida, em dois suicídios brutais e com intervalo de apenas alguns meses, Anna está a tentar virar a página do passado trágico da sua família e recomeçar a sua vida.O novo namorado e o filho vieram para trazer à Anna alguns sorrisos no meio do caos. Mas, mesmo com todo o seu esforço para superar os seus traumas e se entregar aos novos começos, o seu passado de repente volta à tona trazendo ainda mais dor e devastação.No primeiro aniversário da morte da sua mãe, Anna recebe um bilhete anónimo e perturbador: Suicídio? Pensa melhor. Será possível que alguém poderia ser cruel ao ponto de fazer uma brincadeira dessas? Ou de facto existe algo por trás do suposto suicídio de seus pais?
No fundo, Anna nunca entendeu como eles tinham sido capazes de tirar as suas próprias vidas de maneira tão cruel.Deixa-me Mentir tem o ritmo lancinante que é a marca de Clare Mackintosh. Carregado de reviravoltas, deixa qualquer um em estado de choque da primeira à última página.

Opinião: Até Sempre, Meu Amor | Lesley Pearse

Dois mundos opostos. Uma escolha devastadora. Um destino traçado sobre lágrimas.
SINOPSE: Morena e de sorriso cativante, Ellie é uma jovem doce e generosa. As suas origens humildes são denunciadas apenas pelo sotaque pois a sua graciosidade e elegância são naturais. O teatro fascina-a desde sempre.
Bonnie é completamente diferente. Dona de uma beleza estonteante, com longos cabelos loiros e olhos de um azul intenso, é mimada e egoísta. Nada nem ninguém, decidiu cedo na vida, a irá impedir de realizar os seus sonhos.
Os caminhos de ambas cruzam-se quando, após terem sido seduzidas por dois aviadores americanos no final da II Guerra Mundial, resolvem unir os seus talentos e lutar por uma carreira em palco. São mulheres de mundos opostos, mas estão irremediavelmente unidas pelo mais terrível dos segredos…
Com a Londres do pós-guerra como pano de fundo, Até Sempre, Meu Amor pinta um retrato do mundo glamoroso e implacável do teatro. A história destas jovens fala-nos de sacrifício e ambição, mas sobretudo de uma amizade capaz de resistir a todos os obstáculos.

Opinião: A Estrada do Tabaco | Erskine Caldwell

O humor de Caldwell, como o de Mark Twain, tem como fonte a imaginação que agita as emoções do leitor

Plano Nacional de Leitura - Livro recomendado para Ensino Secundário
SINOPSE: Durante a Grande Depressão americana, a família Lester não sabe como sobreviver à miséria que se avizinha. Residem e gerem os territórios rurais da Geórgia, cultivados com tabaco e algodão, mas já nem isso os salva. Debilitados pela pobreza ao ponto de atingirem um estado de ignorância e egoísmo cruel, os Lesters preocupam-se com a fome, os apetites sexuais que os devoram e o medo de que a hierarquia social os empurre para uma camada ainda mais desfavorecida.
A pobreza, o racismo e a bestialidade dos homens são aqui postas a nu, despindo a sociedade americana dos anos 20 com crueza e violência, numa tragicomédia de mestre. A Estrada do Tabaco é um dos grandes clássicos americanos de Erskine Caldwell.