Opinião: A Relatividade Explicada a Quem Pensava que Nunca a Perceberia | Luís M. Aires

SINOPSE: Albert Einstein contou uma vez que, aos 16 anos de idade, se imaginou a cavalgar um raio de luz, à velocidade máxima de 300.000 km/s, numa corrida com outro raio luminoso. Porém, ao contrário do que dita o senso comum, o segundo raio não seguia empatado com o raio de Einstein; isso significaria que estava parado relativamente ao jovem sonha­dor alemão. Não..., o segundo raio seguia muito à frente, disparado à sua velocidade habitual de 300.000 km/s, pois as leis físicas, e é isso que define as leis, são iguais para todas as pessoas, imóveis ou em movimento.

A partir desta simples divagação intelectual Einstein viria a revolucionar a nossa visão do mundo. Sendo assim, e uma vez que praticamente toda a gente já ouviu falar da Relatividade, cavalguemos juntos a luz do saber a fim de compreender essa fantástica ideia.

Tive mais olhos do que barriga quando mergulhei na leitura deste livro, é verdade que antes não percebia absolutamente nada sobre a relatividade e agora, graças a esta leitura, posso talvez dizer que agora não sei quase nada sobre a relatividade, já foi uma melhoria, mas senti-me como se fosse um burro a olhar para um palácio enquanto passava as folhas e tentava perceber o que ali estava escrito, como se estivesse a ler uma língua estrangeira que nunca antes tinha ouvido sequer... agora quando ouço falar do assunto - na minha vida esse assunto só se ouve quando vejo a série Teoria do Big Bang (˚▽˚!) - é como se percebesse meia dúzia de palavras numa conversa nessa tal tal língua, o que já é melhor do que nada.

Eu desisti, literalmente, da matemática no secundário, devido a más experiências com professores de matemática - disciplina em que eu era muito boa - refugiei-me em línguas, filosofia e história - onde tive bons professores - e ganhei verdadeira cisma à matemática, ciência e aos números, algo que estou a tentar ultrapassar agora em adulta, e para quem, como eu, não tiver bases de matemática, geometria e física, vai perder-se totalmente nesta leitura, que é simples, despretensiosa, original e divertida, mas muito técnica, com muita matemática, física e álgebra e outras ciências desconhecidas para mim.




Nalgumas partes da leitura senti-me totalmente frustrada, outras senti-me desafiada a compreender o máximo o que estava a ler, no final, apesar de não estar dentro da matéria, senti que é um bom livro para quem tem as bases, criança ou adulto, adorei o facto de o autor ser nacional, adorei a escrita impessoal e bem disposta, carregada de paixão! Acredito plenamente que, para quem tenha bases nestas matérias e pensava nunca conseguir perceber a relatividade, esta leitura vai ser um verdadeiro momento Eureka!
👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑