Opinião: Juntos para Sempre | W. Bruce Cameron

Anteriormente publicado com o título Teu para Sempre. Agora adaptado ao cinema.
SINOPSE: Quantas vidas temos de viver para encontrar o amor?
Toby persegue um sonho: amar e ser amado. Serão necessárias várias reencarnações, mas o seu destino está escrito há muito e vai ser cumprido. Em cada reencarnação, ele aprende algo novo. Mas conseguirá a resposta para a grande questão: qual o sentido da vida?

Após uma curta e trágica vida de cão vadio, o cachorro Toby fica surpreendido ao perceber que lhe foi dada uma nova oportunidade: o nosso herói nasceu de novo e tem um mundo de possibilidades pela frente. Esperam-no ainda muitas emoções fortes e provações até o verdadeiro desígnio da sua vida lhe ser revelado.

No seu desejo de amar e ser amado, Toby protagoniza uma jornada universal. Toby somos todos nós. E todos nós nascemos com um destino para cumprir.
Comovente e inesquecível, Juntos Para Sempre relembra-nos o que é essencial nas nossas vidas: o amor e a amizade, os momentos de felicidade e partilha, sonhos que acalentamos e as memórias que guardamos no coração.

PARA TODAS AS PESSOAS QUE ACREDITAM NO AMOR.

Só agora, nesta fase da minha vida como leitura, é que comecei a ler livros cujos filmes já tinha visto, só no ano passado o comecei a fazer, pois nunca antes me tinha imaginado sequer a fazê-lo, sou tão contra os spoilers que nunca pensei ser capaz! Mas fui. E já li um par deles depois de ver os filmes.

Eu gostei tanto, mas tanto, tanto deste filme que pura e simplesmente tive de ler o livro, agora... aconteceu muito provavelmente algo que eu já suspeitava que iria acontecer: ao saber como a história se desenrola, as emoções, surpresas e revelações perderam o efeito. As cenas que são completamente diferentes do filme fazem alguma confusão, e as que nem sequer aparecem no filme sempre são algo a desvendar, mas neste caso posso dizer que gostei mais do filme... nunca saberei como me teria sentido ao descobrir esta história pela primeira vez através da leitura, mas acredito que me teria sentido muito mais emocionada... neste caso, fiquei a preferir a versão do filme. 

Ainda só houve um livro que li tendo visto o filme primeiro que adorei tanto quanto o filme, até porque está extremamente fiel, que foi «A Fonte Misteriosa», e o «P.S - Eu Amo-te» está tão diferente do filme que eu tanto amei, que mesmo adorando a autora, não senti estima absolutamente nenhuma pelo livro... Talvez se tivesse lido o livro primeiro, mas já aconteceu tantas vezes eu só depois de ver um filme descobrir que é inspirado num livro, que agora antes de ver um filme vou pesquisar se há em livro!

No entanto, não vou desistir, se há algo que eu estou a adorar fazer é desafiar-me com novas leituras, saindo da minha zona de conforto, apesar de tudo gostei desta leitura, a escrita do W. Bruce Cameron é tão fluída, tão simples mas profunda e emotiva, quando damos por nós já estamos a meio do livro, ver a humanidade pela hipotética perspectiva de um animal, neste caso um cão, é altamente introspectivo, gostei especialmente das partes do livro que não aparecem no filme, e irei sem dúvida ler mais livros deste autor!

👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑