Ruas de Óbidos | FOLIO 2018 | Museu Municipal e o The History Man


Pelo o que a minha família de sangue me diz - pelo menos a de primeiro grau e que eu conheça - , eu sou a única pessoa desde que há registo que gosta de museus.... ( ´•̥̥̥∇•̥̥̥` ) Das vezes que tentei ir em família foi uma desgraça... ( ´•̥̥̥∇•̥̥̥` ) Mas eu AMO museus! AMO! E bibliotecas! As únicas vezes que vi alguém da minha família em bibliotecas foram de arrasto por mim, de onde vem esta paixão, não sei, mas adoro! E os gratuitos então são a minha perdição, como é o caso deste! (╹ꇴ◠)♡



Museu Municipal de Óbidos: Óbidos é uma vila medieval muralhada, na qual as diversas igrejas e o emaranhado de ruas estreitas orladas de bonitas casas brancas induzem o visitante a recuar no tempo. O museu exibe arte sacra, incluindo escultura e pintura, e possui um quadro assinado pela famosa pintora Josefa d´Óbidos (1630-1684). Tem uma valiosa colecção de armas francesas e inglesas do tempo da Guerra Peninsular, mobiliário barroco, fragmentos arquitectónicos e arqueologia romana. Site























































Através do museu, dá para aceder ao: The History Man | Restaurante – Casa de Pasto: Afirmação de uma agricultura de proximidade, de baixo carbono, de km zero. É esta a característica principal dos nossos três restaurantes, que visa dinamizar seja a nossa produção do agro-turismo do Rio do Prado, seja outras explorações agrícolas locais com uma ideia de responsabilidade, de frescura e de qualidade com o que comemos.

As batatas da várzea da Amoreira e Olho Marinho, os legumes do Arelho, as frutas da Usseira, as cebolas do Sobral são a nossa desculpa para mergulhar nos anos 50 olhando para as partes menos nobres das carnes e para os produtos tradicionais e ensaiarmos uma cozinha criativa a homenagear a tradição. Site


As Casas de Pasto: na década de 50, ganharam grande popularidade nos lugares urbanos ao basearem as suas ementas e cartas na cozinha tradicional caseira. Ao afastarem-se da chamada restauração fina, estes estabelecimentos apresentavam pratos típicos comandados pela estação do ano, exigindo um maior esforço de criatividade nas confecções.









Cozinha Autêntica "No Tacho": Os livros de cozinha popular de antigamente, as comidas de tacho e as novas cozinhas onde as novas gerações se impõem com orgulho e vaidade são a garantia de uma gastronomia próxima e autêntica onde o “cozinhar ao vivo” no jardim tem um sabor especial tal como o desenhar menus para um grupo de amigos, uma empresa ou uma família numa das salas cuja iluminação provêm dos livros, numa alegoria à “luz” e ao “conhecimento” da Óbidos Vila Literária.






















Mercearia e Marcas Históricas: Uma loja de marcas históricas traz-nos os aromas da Ach Brito e da Confiança; da pasta medicinal Couto, os chocolates da Regina, os biscoitos da Paupério ou as várias conservas e patés.
The History Man apresenta ainda uma colecção própria de ginjas e azeites em frascos de farmácia, chás biológicos, cafés da avó com muita chicória ou o aromático lote Timor ao lado dos lagartos da Mercearia Pena.



Muito fixe, né? (╹ꇴ◠)♡

Publicações anteriores:

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑