Opinião: A História Improvável de um Porquinho na Cidade | Jodi Kendall

Um porquinho sem espaço na cidade. Uma menina com espaço mais no coração.
SINOPSE: Um porquinho bebé - Uma cidade gigante - Sarilhos do tamanho do mundo.
A Josie sente-se invisível. A sua família é grande demais, a sua casa pequena demais, e os pais não têm mãos a medir.
Até que a Hamlet entra na sua vida, tímida e assustada, pequenina e desprotegida. Assim que a Josie lhe pega, sente que nunca mais a vai poder largar. O problema é… não há espaço para uma porquinha na sua casa. Não há espaço no seu quarto. E muito menos numa cidade. A Josie sabe que não pode ficar com ela.
Mas, de cada vez que se aninham as duas, com os corações a bater ao mesmo ritmo, ela vê na Hamlet um bocadinho dela mesma.
E é quando o prazo começa a apertar para a Josie lhe arranjar um novo lar, que a Hamlet lhe dá uma grande lição: sobre amor, amizade e família. E, principalmente, sobre crescer o coração enquanto não se cresce em altura.
Quando um porquinho invade uma cidade, quantos corações invadirá também?

Ora, livros deste género direccionados para os mais jovens, livros que são histórias belas, repletas de significado e sentido de vida, dos que mais gostei da Booksmile foi "No Rasto das Medusas" e "Pax", livros maravilhosos! Peguei neste a contar que fosse no mesmo embalo, ainda mais com a particularidade de ser a história de um porquinho na cidade, numa época em que adoptar porquinhos de estimação é cada vez mais comum, me fosse deslumbrar, mas fiquei desiludida ao constatar que a história do porquinho, que afinal é uma porquinha, por isso não compreendo o porquê no titulo estar no masculino - fica relegada para segundo plano, e o drama pessoal da Josie é o dominante nesta história...

Ora, a Josie é uma pré-adolescente comum, com uma família que considera embaraçosa, com poucas posses monetárias, mas que estão lá uns para os outros, tem um bom grupo de amigos, e a sua vida escolar não tem grandes percalços por aí além,.... o seu irmão mais velho, um dia chega a casa com uma porquinha resgatada e Josie apega-se a ela, durante um drama pessoal que está a viver, que é o facto de estar a passar por um pico de crescimento, e ser já a mais alta de todos os amigos, mas o maior problema não é esse, é o facto de ela ser ginasta, e o facto de estar a ficar tão alta - e desengonçada -  influenciar com o seu sonho de ser uma grande ginasta, então, esta história fica-se por ai, drama adolescente típico, família, amizades, e uma porquinha muito especial que conquista o coração de toda uma família, tem um par de lições de vida, como estimar a família, amigos e o que temos de bom na vida, e também que os porquinhos têm sentimentos e ganham estima à família, apesar de essa parte não estar muito vincada, está presente, e gostei bastante dessa parte.

Enquanto os outros dois livros eu recomendo sem reservas até mesmo a adultos bem formados, este livro recomendo mais ao publico mais jovem - entre os 9 e os 12 anos - que gostem de histórias mais leves ...


Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑