Opinião: O Brilho Azul das Estrelas | Laura Pritchett

A demanda de um homem para corrigir o passado.
SINOPSE: Ben e a sua mulher vivem num rancho próximo das Montanhas Rochosas, no Colorado. Ben é ainda um homem ativo e pleno de vida, quando lhe é diagnosticada a doença de Alzheimer. Ao perceber o avanço desta, começa a sentir que é um fardo para a mulher e que não lhe resta muito tempo de consciência.
A juntar a isto, o passado trágico da família regressa com toda a violência após a libertação de Ray, o marido da sua falecida filha Rachel, que estava preso a cumprir pena pelo seu homicídio.
Motivado pelo desejo de vingança, Ben decide corrigir o que está mal e levar avante um último gesto de amor e justiça pela sua família. 
Com uma sinceridade arrebatadora, O Brilho Azul das Estrelas oferece-nos uma história notável de dedicação e coragem, provando-nos que o amor sobrevive ao adeus.

Que história incrível... no entanto, este é um livro bom para aqueles que gostem de leituras introspectivas e de reflexões sobre a vida, quem é fã de acção, acção, acção, talvez vá achar este livro algo parado, apesar de ter uma boa dose de drama, e o final então é surpreendente!

Eu AMO estas histórias de, vou chamar-lhe, "idosos na literatura", mesmo na vida real eu dou-me muito melhor com pessoas de mais idade do que com as mais novas, adoro as suas histórias de vida, e na generalidade, a sua cultura e conversas muito interessantes! 

Então, quando estes queridos velhotes se metem em sarilhos e aventuras, alguns, infelizmente, devido à influência do Alzheimer ou da demência, (algo de que eu tenho muito medo de vir a sofrer, imaginam o que é começar a perder a noção da própria existência?), estas histórias conseguem ser tão divertidas quanto dramáticas, inspiradoras e introspectivas...
Alguns dos livros que já li do género e recomendo, foram este, este e este.

A única parte que me incomodou nesta leitura, foi o facto de, não sei se é esta edição que eu tenho ou se aconteceu com todas, mas para ai uns 5% do livro está mal revisto, com erros de gramática e de conjunção de frases, o que torna a narrativa confusa.... :/

Mesmo assim, desfrutei imenso desta leitura, li em poucas horas, a maior parte com o coração apertado, fiquei algo irritada com personalidade da Renny, mulher do Ben, bem, que feitio e isto de alguém que tem um feitio muito complicado! A personagem de que mais gostei, além de Ben, foi da sua neta Jess... 

Este livro está dividido por capítulos, em que cada capitulo é contado pela perspectiva pessoal de Renny, Ben e Jess. É uma história dramática, intensa e brutalmente honesta.

É, definitivamente:

A HISTÓRIA DE RENNY E BEN, INTERESSANTE COMO O CARAÇAS!


19 comentários:

  1. Respostas
    1. Andava aqui a percorrer o blog, e este título chamou-me logo à atenção!
      Li a sinopse, que me pareceu super interessante... Bem, depois de ler a opinião, não vou meeeesmo conseguir resistir, já juntei este título às próximas compras :D
      É muito bom juntar a opinião à sinopse, faz-nos "entrar" muito mais dentro do livro. É bom, e é também uma desgraça para a carteira, mas é daqueles investimentos que valem a pena :D

      Eliminar
  2. O amor sobrevive ao adeus ??? Deve ser bom ...

    ResponderEliminar
  3. Interessante! Não li, mas fiquei com vontade. Até porque essa é uma doença que também me assusta e que temo. Sinto sempre curiosidade em perceber como os doentes e as pessoas à volta deles lidam com ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É também isso que me leva a ler este tipo de livros, e mesmo como os próprios doentes lidam, sendo que lemos na perspectiva pessoal da pessoa em questão, é aterrorizador e fascinante...

      Eliminar
  4. Adorava ler... Gostei imenso do gatinho, tão fofinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Castiel é super fotogénico, quem me dera a mim ser! :P

      Eliminar
  5. Parece ser um livro que vai deixar todos os seus leitores a refletir.

    ResponderEliminar
  6. Gostei da revisão do livro parece me um livro que vou gostar de ler :)

    ResponderEliminar
  7. Obrigada, gostava muito de ler... A doença já fez parte da minha vida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, isso é que é pior.... :/ No entanto este tipo de leitura ajuda a desvendar o que é viver com esta doença, tanto para quem a sofre, como quem tem de lidar com quem sofre com ela, e sempre nos sentimentos menos sozinhos sabendo que não somos os únicos a lidar com estas coisas...

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑