Opinião: Ganhar asas e voar | Melinda Gates

A força das mulheres para mudarem o mundo

"Gostaria que todos encontrássemos formas de dar asas às mulheres em qualquer lugar do mundo." - Melinda Gates
SINOPSE: Neste livro comovente e inspirador, Melinda Gates partilha o que aprendeu com pessoas extraordinárias que conheceu e os desafios que enfrentou nas quase duas décadas à frente da Fundação Bill & Melinda Gates. Ao longo desse percurso, algo se tornou evidente: se queremos elevar a sociedade, não podemos rebaixar as mulheres.

Melinda apresenta dados chocantes sobre as causas que, nos dias de hoje, mais precisam de atenção: desde o casamento infantil e a falta de acesso das mulheres à educação e saúde até à desigualdade de género no mercado de trabalho e à importância das mulheres na construção de um futuro tecnológico.

E, pela primeira vez, escreve sobre a sua história pessoal e sobre o caminho que percorreu para a igualdade no seu próprio casamento.

Em Ganhar Asas e Voar, Melinda mostra como nunca foi tão oportuno dar asas às mulheres – e assim elevar o mundo.

Uma pessoa pensa que já leu de tudo um pouco sobre os direitos humanos - e especialmente sobre a falta deles - e depois lê este tipo de livros que não só são um verdadeiro abre olhos, como expande o nosso espírito também.

É uma leitura verdadeiramente inspiradora, levou-me a investigar várias temáticas aqui apresentadas, pois pensava eu estar minimamente informada, especialmente sobre os direitos - ou falta deles - das mulheres, especialmente em países do terceiro mundo, mas há tanta, tanta miséria que é quase impossível acompanhar todas as vertentes do mal...

Melinda é muito frontal e honesta na sua escrita, sem receio até de se autocriticar ou de ser politica e religiosamente "incorrecta", sem papos na língua.

O caminho para a equidade, apesar de já estar algo desbastado, ainda tem muito que crescer e melhorar, quando se pensa que já se conquistou algo aqui, ainda falta tanto, tanto, mas tanto ali... cada capítulo deste livro mostra que ainda há tanto para fazer, que chega a ser desesperante... são demasiadas frentes de injustiças e violação dos direitos humanos de todas as formas possíveis e imaginárias... mas não nos podemos deixar imobilizar pela esmagadora sensação de impotência!

Todos e cada um de nós temos o poder de fazer a diferença no mundo, nem que seja uma pequena diferença, qualquer diferença para o bem no mundo é melhor do que a ausência dela, por mais pequena que seja.





Melinda abre neste livro o seu coração e expõe a sua vida, familiar e pessoal, o seu trabalho filantropo, convicções e sentimentos de uma forma muito sincera e cheia de entusiasmo, assumindo os seus erros e aprendendo com eles.

Aprendi muito com a sua soberba experiência de vida, esta é uma leitura rica em emoções e saber, uma grande crítica social que me fez sentir mais ligada ao mundo, sendo que custa saber o tipo de mal que está espalhado pelo mundo, mas considero pior não saber, é pior viver na santa ignorância... Apesar de imaginar que muito provavelmente eu seria mais feliz se assim fosse, não me sentiria completa nem parte do nosso mundo vivendo dessa forma ignorante.

Uma leitura inesquecível.
👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.