Opinião: Um Planeta de Vírus | Carl Zimmer

Durante anos, os cientistas avisaram-nos de que uma pandemia era inevitável. Tinham razão. E agora todos temos muito a aprender.
SINOPSE: Os vírus dominam o planeta e transformam as nossas vidas. Estamos mais familiarizados com o vírus da gripe, e agora com o responsável pela COVID-19, mas os vírus são responsáveis por muitas outras doenças. Estão presentes na nossa vida há tanto tempo que, neste momento, o genoma humano contém mais ADN de vírus do que dos nossos próprios genes. Para onde quer que olhem, os cientistas descobrem novos vírus: no solo, no oceano, e até em grutas a quilómetros de profundidade.

Um Planeta de Vírus desvenda o mundo escondido dos vírus, incluindo o responsável pela disseminação da COVID-19. Apresenta as últimas investigações sobre como os vírus dominam a nossa vida e a nossa biosfera, como estão a produzir novas doenças, como podemos aproveitá-los para nosso benefício e como irão continuar a controlar o nosso destino durante séculos. Uma viagem fascinante a um mundo que todos devemos compreender melhor.

O conhecimento ajuda a atenuar a ignorância. A ignorância incrementa o medo e com o medo vem a desconfiança, teorias de conspiração mirabolantes, violência, instabilidade política e social.... este fundamento aplica-se a tudo, mas neste caso vou-me focar na temática deste livro tão importante, pois é algo que estamos a viver em primeira mão.

Quando esta confusão pandémica começou, eu nem queria acreditar. Não por ser algo improvável de acontecer: eu leio bastante e uma das coisas que mais adoro é estudar história, e a história da humanidade está repleta de pandemias, endemias, epidemias, doenças, pragas, peste negra, .... de há uns anos para cá então tem sido uma constante deste tipo de doenças virais: ebola, gripe das aves, gripe suína, ....

Há anos que os cientistas estão a alertar para estas questões, até mesmo no cinema e literatura temos uma quantidade enorme de narrativas pós apocalíticas e diatópicas que exploram estes temas, por isso não foi por isso que fui apanhada desprevenida. Chocou-me porque começou a acontecer ali mesmo, à minha frente... ligávamos a televisão e parecia que estávamos a ver thrillers de filmes de ficção ao invés de noticiários... estava mesmo ali à nossa frente, palpável, ao nosso lado, nos nossos amigos e familiares, por todo o mundo, dentro de tantos de nós... senti-me como se tivesse entrado dentro de um desses thrillers....

Se eu antes já lia sobre estas questões pandémicas por curiosidade, quando isto começou a sério meti-me logo a ler tudo quanto podia sobre esta temática. A dada altura cheguei mesmo a faê-lo de uma forma prejudicialmente obsessiva, chegava a passar 12h por dia a ler sobre isto e a ver noticiários, nacionais e internacionais, mal conseguia acreditar no que estava a acontecer ao mundo, apesar de ser previsível. Mas é diferente imaginar como seria e viver realmente a situação.

Apesar de me entristecer profundamente e chocar mais profundamente ainda, em parte não me admira que haja tanta desinformação e estupidez social generalizada no que a isto diz respeito. O medo tolda a razão e a estupidez é amiga da violência e da discórdia.

Se até entre os oficialmente entendidos na matéria há discórdia, imagem entre os leigos!

Por isso, livros como este são tão importantes, especialmente os que, como este «Um Planeta de Vírus» de Carl Zimmer estão escrito de uma forma tão simples e direta, acessível ao público em geral. Temos de procurar todo o tipo de informação possível sobre questões que nos afetem diretamente, temos de comparar informações e tirar as nossas próprias conclusões após análise profunda, e não nos limitarmos a acreditar no que simplesmente preferimos acreditar ou naquilo em que é mais fácil de acreditar.





Temos de ter extremo cuidado com a informação que estamos a ler, é crucial confirmar o melhor que conseguirmos se é fidedigna. Tendo em conta que até as entidades que supostamente deveriam de ser inquestionáveis: comunicação social e governamentais, nos enganam e confundem, carregados de sensacionalismo e foco nos interesses próprios ao invés do interesse pelo bem público, como nos podemos orientar? Mesmo os estudos e investigações cientificas podem ser comprados e manipulados, portanto, em quem podemos confiar?

Eu começo sempre pela ciência pura e inquestionável, como é o caso do presente livro, ciência que está mais do que provada e que serve como base para as outras investigações e descobertas, sem teorias, sem desconhecimento de causa, começo sempre pelo básico: o que são as vacinas? Como funcionam? Qual a sua eficácia? O que é um vírus? De onde vem? Como se desenvolve? Como se faz para o combater? 

Esta leitura ajuda muitíssimo nesse sentido, é tão fácil de ler, vos garanto, quanto ler um romance, a linguagem usada é totalmente corrente, muito simples de compreender, sem palavreado cientifico incompreensível para quem não é da área, é uma narrativa absolutamente despretensiosa, não precisam de ter qualquer conhecimento base sobre este tema, pois vão aprender - ou relembrar - o essencial com esta fabulosa leitura.

A humanidade tem de começar a abandonar a avareza, o egocentrismo, a megalomania politica, a ganância e vício pelo lucro imediato sem ter em conta as consequências, fazendo-se passar por deuses, destruindo, manipulando, oprimindo tudo e todos à sua volta, os humanos, o planeta, natureza, animais, fauna e flora incluídos, sufocando tudo e todos, ao invés de esta em simbiose com a nossa mãe terra.

Estudamos vírus, criamos novos vírus, manipulamos vírus, e também criamos tratamentos para esses mesmos vírus, num paradoxo incrivelmente inovador, mas perigoso, apesar de evolutivamente necessário, mas também muitas vezes contranatura.

Os avanços científicos fazem parte da evolução humana, mas ao ponto a que chegou acredito que estamos a evoluir demasiado depressa, de forma a que o nosso ser não consiga acompanhar a violência da rapidez da mudança dos tempos, pressões políticas e sociais... estamos a evoluir demasiado depressa para os padrões da naturais, o que acredito que justifique esta disfuncionalidade humana.

No meio de tudo isto, irei continuar a ler, a manter-me informada, a aprender a proteger-me e a proteger os outros à minha volta, incluindo a nossa casa, o nosso planeta...

👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.