Opinião: Gente Ansiosa | Fredrik Backman

SINOPSE: Visitar um apartamento que está à venda não costuma redundar numa situação de perigo. A menos que seja antevéspera de Ano Novo, e um ladrão inexperiente tenha decidido assaltar um banco onde não há dinheiro. Quando assim é, torna-se inevitável que não haja sequer um plano de fuga, e se acabe com uma data de reféns acidentais.

Felizmente, podemos confiar na pronta intervenção das autoridades. A menos que os dois polícias responsáveis pelo caso não se entendam nem saibam o que fazer.

Ainda assim, acreditamos que tudo correrá bem, em particular se os reféns permanecerem calmos. A menos que sejam os reféns mais idiotas de todos os tempos: uma analista bancária com ideias suicidas, uma adorável velhinha com motivações pouco transparentes, um casal reformado com uma paixão enorme pelo IKEA, duas recém-casadas, prestes a serem mães, que andam sempre às turras, uma agente imobiliária com entusiasmo a mais e talento a menos, e uma pessoa vestida de coelho.

Com um sentido de humor excecional, que cativou milhões de leitores em todo o mundo, e personagens tão imperfeitas quanto tocantes, Fredrik Backman volta a surpreender com esta história sobre gente idiota e ansiosa e os laços invisíveis que (n)os unem.

Como vou ter de dar o meu testemunho pessoal sobre este tema de ansiedade e depressão, que o livro aborda, vou começar por falar do livro em si:

Todos os livros do Fredrik Backman têm uma crítica social adjacente simplesmente brilhante e deliciosa, carregada de humor e ironia, por vezes subtil, por vezes bastante pujante.

Neste livro, a crítica social é tão possante que até nos engole... 

Que vivemos numa sociedade de estúpidos, isso ninguém o nega, nem mesmo os estúpidos que não sabem que são estúpidos... especialmente os estúpidos que não sabem que são estúpidos e consideram os outros estúpidos, apesar de todos nós termos algo de estúpido na nossa pessoa, num sentido ou outro, mas há pessoas que são estúpidas em todos os sentidos, e são cada vez mais, tantas, tantas....




A forma como o Fredrik Backman consegue captar a essência humana, o bom, o mau, e neste caso o estúpido é arrebatadora e psicologicamente fascinante. É quase um estudo cómico sociológico da estupidez e ansiedade generalizada humana. A humanidade está cada vez mais egocêntrica, a forma antinatural como estamos a evoluir, a uma velocidade vertiginosa, a quantidade descontrolada de humanos que cada vez mais povoa a terra, esgotando todos os seus recursos, é demasiado, é tudo demasiado, pura e simplesmente demasiado... demasiado rico, demasiado pobre, demasiado deprimido, demasiado ansioso, demasiadas expectativas, demasiado trabalho, demasiado caro, demasiado tarde, demasiado cedo, .... é demasiado.

E tudo isto e mais faz com que a sociedade seja uma sociedade saturada de pessoas ansiosas. Ansiosas por tudo e mais alguma coisa... eu sou uma pessoa tão ansiosa, que não sei, pura e simplesmente, ficar quieta, parar. Não sei o que é isso. Consigo, por exemplo, chegar a um jardim lindo, olhar à minha volta, sentar-me, apreciar... durante dois minutos... depois, já estou a pensar no que fiz, no que estou a fazer e no que vou fazer. Consigo chegar à praia, cheirar o mar, estender a toalha e arrumar as coisas para uma manhã bem passada, fico a contemplar tudo dois minutos, e depois já ando de um lado para o outro a apanhar plásticos, lixo, a ler, a falar ao telemóvel, a pensar no que fiz, no que estou a fazer, no que vou fazer, a que horas é o transporte para voltar, o que vou fazer para comer, será que estou a aproveitar bem o tempo? ... Uma vez fui a uma sessão de yoga, e sai de lá tão nervosa, que pensei que me ia dar um ataque... não sei viver na calmaria....

Cheguei a um ponto em que nem o meu cérebro pára durante o sono, sonho constantemente, tenho pesadelos frequentemente, as minhas noites são assim: adormeço - cansada, ansiosa - sonho vividamente, e depois acordo. Ainda mais esgotada e ansiosa do que antes. E na altura em que este livro me chegou às mãos, foi quando me foi diagnosticado um burnout, .... mais um esgotamento nervoso e depressão. Parece que o Fredrik adivinhou. Não só é um dos meus autores preferidos de sempre, como ainda escreve sobre um tema que estou a vivenciar.

Há onze anos estive internada com uma depressão e esgotamento severos, foi uma altura horrível da minha vida, e mais alturas como essa têm surgido, mas depois daquela nunca mais quis acompanhamentos psicológicos, nem muito menos medicação, medicação aquela que até me fazia esquecer da minha própria existência... 

Tentei durante todo este tempo, sozinha e com livros sobre o tema, dar a volta a isto, mas chegou uma altura em que tive de assumir que sozinha não estou a conseguir, e pedi ajuda. Agora estou a obter essa ajuda: medicação fraquinha - pois não aceito mais e já me custa ter de aceitar esta - psicoterapia, estudos do sono em neurologia e também o que também me tem ajudado muito são as minhas amizades, grande parte delas conquistadas através do mundo dos livros e deste blog, e essas amizades e os livros, livros com este, do Fredrik Backman, que me fazem sentir compreendida, me fazem sentir que não estou sozinha nas minhas ansiedades, é o que me tem valido.



Incrível como apesar de ser um tema tão sério, o Fredrik consegue elaborar aqui uma narrativa intrinsicamente hilariante e dramática, uma verdadeira tragicomédia: introspectividade com humor, ri-me tanto a ler este livro! Adorei a forma como a narrativa é escrita como se o autor estivesse a falar connosco, a fazer-nos perguntas, a mostrar o seu ponto de vista e a puxar pelo nosso ponto de vista.... Ri, sorri, pensei, felizmente é a ler que eu consigo parar, pura e simplesmente estar ali, no presente, a viver a história, e vivi esta história intensamente, compreendi todas as personagens, e apesar de mostrar que a sociedade está cada vez mais estupida, mostra também que mesmo os estúpidos podem ter bom coração, e que apesar de vivemos numa sociedade estupida e carregada de ânsias, pode ser que ainda haja esperança numa humanidade melhor....

👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑