Opinião: O Perfume História de um Assassino | Patrick Süskind

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para alunos do Ensino Secundário, como sugestão de leitura.
SINOPSE: Esta estranha história passa-se no século XVIII e é fruto de um extraordinário trabalho de reconstituição histórica que consegue captar plenamente os ambientes da época tal como as mentalidades. O protagonista é um artesão especializado no ofício de perfumista, e essa arte constitui para ele - nascido no meio dos nauseabundos odores de um mercado de rua - uma alquímica busca do Absoluto. O perfume supremo será para ele uma forma de alcançar o Belo e, nessa demanda nada o detém, nem mesmo os crimes mais hediondos, que fazem dele um ser monstruoso aos nossos olhos. Jean-Baptiste Grenouille possui no entanto uma incorrupta pureza que exerce um forte fascínio sobre o leitor. O Perfume, publicado em 1985, de um autor então quase desconhecido, foi considerado um dos mais importantes romances da década e nunca mais deixou de ser reeditado desde então, totalizando os 4 milhões de exemplares vendi dos, só na Alemanha, e 15 milhões em países estrangeiros. Foi traduzido em 42 línguas. Este fenómeno transformou-o num dos mais importantes livros de culto de sempre. Em 2006, O Perfume passa a ser uma longa-metragem inspirada no romance de Patrick Süskind.

Quem é que nunca ouviu falar desta história? Mesmo quem nunca tenha lido o livro - como era o meu caso até há umas semanas atrás - pelo menos já terá visto o filme, como era o meu caso. Nunca tinha lido o livro, tinha visto o filme há uns bons anos atrás, pelo menos há uns dez, e lembro-me de ter ficado muitíssimo impressionada, tanto que decidi então anos mais tarde ler o livro apesar de já ter visto o filme, algo que raramente faço.

E que aventura - e ressaca literária após a leitura - foi! UAU! Dei por mim a perder-me por ruas enquanto fazia uns recados, a tropeçar, quase a perder paragens nos transportes, por estar completamente distraída a ler ou a pensar no que estava a ler, aconteceu mesmo em conversas eu ter perdido o fio à meada, só com a ânsia de poder estar sozinha para continuar a leitura. Foi uma das leituras mais viciantes que já li na minha vida!



Que personagens incrivelmente complexa e fascinante é este Jean-Baptiste Grenouill que o autor Patrick Süskind criou. Uau! A esmagadora crítica social intrínseca na narrativa é fabulosa, explora a complexidade humana de uma forma tanto subtil como esmagadora, ler este livro é perdermo-nos completamente na sua narrativa, é sentirmos a dor, a obsessão, o desejo, os cheiros... tantos, tantos cheiros.... é uma leitura tremendamente sensorial, é uma leitura física, premente!

👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.