Opinião: Raízes Negras | Lúcia Vicente

Uma celebração de pessoas negras visionárias que tiveram a coragem de sonhar e mudar a sua vida. E a dos outros.
Ilustração: Gilda Barros
SINOPSE: Numa época em que o maior movimento de protestos antirracistas #BlackLivesMatter continua na ordem do dia, nada mais urgente do que celebrar alguns dos grandes nomes da História e da cultura negras que fizeram e fazem a diferença.
De Martin Luther King a Marielle Franco, de Cesária Évora a Barack Obama, este livro inclui mais de 50 histórias biográficas de pessoas excecionais e pioneiras algumas, icónicas, outras, menos conhecidas que levantaram questões, ultrapassaram barreiras, abriram caminhos, superaram expectativas e inspiraram gerações. São exemplos de coragem, perseverança e liderança que não deixam esquecer como chegámos aqui e que nos lembram que podemos e devemos ir ainda mais longe.

Explorando as raízes e influências de pessoas negras que se posicionaram contra um mundo que nem sempre as aceitava, este livro é o ponto de partida perfeito para uma discussão informada sobre o racismo e a tolerância.

Como eu AMO estes livros da Penguin Random House Grupo Editorial, são imensamente sedutores, ensinam de uma forma altamente entusiasta, especialmente os que são escritos e ilustrados por autores nacionais, como é o caso, ao ler estes livros sentimos uma descarga de emoção indescritível, isto sem falar do valor incalculável de informação que absorvemos com estas leituras!





Este livro é um ode aos direitos humanos, direitos iguais para todos, sem qualquer tipo de segregação! Mas foca-se em especial na história do racismo que a etnia negra tem sofrido ao longo de séculos. Não gosto do termo "raça negra" a nossa "raça" é a "raça humana", somos homo sapiens, todos e cada um de nós, o resto é racismo e segregação. 

Simplificando: se temos características fisionómicas diferentes de povos para povos que nos distinguem, é devido - não só, mas especialmente - ao local de onde nascemos, à nossa árvore genológica, aos factores ambientais envolventes, etc. Se somos de partes do mundo mais frios, temos pigmentação mais clara, se somos de partes do mundo mais quentes, temos pigmentação mais escura, entre outros factores. 

Considero que estas questões de etnia, biologia, e outras ciências deveriam de ser verdadeiramente bem debatidas e melhor exploradas nas escolas neste contexto social.

Esta leitura é uma verdadeira inspiração e fonte de motivação, pois se estas figuras históricas, contemporâneas, internacionais e nacionais conseguiram conquistar os seus sonhos, contra todas as probabilidades e segregação, vamos agarrar no que tantas destas almas lutadoras conquistaram, o caminho que debastaram para a nossa passagem e vamos com força de vontade e iniciativa conquistar os nossos sonhos!

Viva a inclusão, abaixo a segregação!
👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.