Opinião: O Leitor do Comboio | Jean-Paul Didierlaurent

De que forma os livros podem mudar uma vida?
SINOPSE: O poder dos livros através da vida das pessoas que eles salvam. Uma obra que é um hino à literatura, às pessoas comuns e à magia do quotidiano.

Jean-Paul Didier Laurent é um contador de histórias nato. Neste romance, conhecemos Guylain Vignolles, um jovem solteiro, que leva uma existência monótona e solitária, contrariada apenas pelas leituras que faz em voz alta, todos os dias, no comboio das 6h27 para Paris.

A rotina sensaborona do protagonista desta história muda radicalmente no dia em que, por mero acaso, do banquinho rebatível da carruagem salta uma pendrive que contém o diário de Julie, empregada de limpeza das casas de banho num centro comercial e uma solitária como ele… Esses textos vão fazê-lo pintar o seu mundo de outras cores e escrever uma nova história para a sua vida.

O Leitor do Comboio revela um universo singular, pleno de amor e poesia, em que as personagens mais banais são seres extraordinários e a literatura remedia a monotonia quotidiana. Herdeiro da escrita do japonês Haruki Murakami, dotado de uma fina ironia que faz lembrar Boris Vian, Jean-Paul Didierlaurent demonstra ser um contador de histórias nato.

Bem.... que leitura original! Divertida e introspectiva! Arrepiante para qualquer amante de livros, visto que a profissão da personagem principal é destruir livros, para reciclagem, através de uma horrível máquina devoradora de livros...

Cada personagem desta narrativa é caricata e fascinante, é uma leitura electrizante, nunca tinha lido nada deste género, estou profundamente encantada!




E o humor? Absolutamente delicioso! Carregado de ironia, humor negro e uma satisfatória crítica social, é uma leitura verdadeiramente fora do comum, inesquecível, que nos deixa com um sorriso nos lábios e as emoções à flor da pele.

Temos aqui um leque mirabolante de personagens inesquecíveis, e está escrito de uma forma muito nua, crua e humana, emotiva e chocante. É incrível como simples acontecimentos do quotidiano são expostos e explorados de uma forma tão intensa e intima, que nos deixam profundamente marcados, é como estarmos a olhar para um espelho e para uma janela ao mesmo tempo...

Fabuloso!
👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.