Opinião: Uma Viagem Difícil | Jenni Hendriks e Ted Caplan

Ela nunca quis ter um teste negativo… até agora
SINOPSE: Veronica tem 17 anos e é uma aluna excelente com um futuro promissor… até ter nas suas mãos um teste de gravidez com duas linhas cor-de-rosa. Com todos os seus planos a desmoronarem, equaciona algo impensável: fazer um aborto. Mas há um problema: a clínica mais próxima fica a 1500 quilómetros e Veronica não tem carro. Desesperada, recorre à única pessoa que sabe que não a vai julgar: Bailey Butler, a rebelde da escola e a sua ex-melhor amiga. O plano é simples: catorze horas de viagem até à clínica, três horas para a intervenção e catorze horas de regresso.

O que poderá correr mal? Tudo, se pensarmos em três dias de carros roubados, caçadeiras e ex-namorados histéricos. Pior: a dor de uma amizade desfeita está demasiado presente e quando uma discussão leva a um brutal momento de verdade entre elas, Bailey abandona Veronica. E então a jovem terá de arriscar tudo - a sua hipótese de fazer o aborto, as suas esperanças e sonhos para o futuro - para reparar a dor que causou. É que ela já percebeu que o caminho para a vida adulta é duro… mas bem mais fácil quando se tem uma amiga ao lado.

Ao tempo que não lia um livro deste género, tão tipicamente jovem-adulto, aquela sufocante transição de adolescente para adulto, em que já não somos adolescentes, mas também ainda não somos adultos... esta narrativa tem ainda outro factor que eu adoro, que é o género viagem de autodescoberta, e ainda aborda temas como a homossexualidade, gravidez indesejada, drama familiar, namoros obsessivos e o poder da verdadeira amizade. 

Há partes que no contexto real do dia-a-dia parecem algo forçadas e irrealistas, mas foram precisamente essas que eu mais adorei e mais me fizeram rir, fascinante como apesar de o tema principal do livro ser a gravidez indesejada e aborto, consegue ser tão divertido, e no entanto manter a seriedade e profunda reflecção sobre o tema, consegue ser também um elogio ao feminismo e a esta luta que - apesar de ainda não ter acontecido em todas as partes do mundo e da nossa sociedade - de como mulheres decidirmos a vida que queremos ter e o controlo sobre o nosso próprio corpo, e a forma como se não tivermos cuidado, somos manipuladas pela família, amigos e pela sociedade em geral.

Adorei! Adorei TUDO neste livro!
👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

2 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑