Opinião: Kill Creek | Scott Thomas

SINOPSE: No final de uma sombria estrada de pradaria quase esquecida no cenário rural do Kansas, encontramos a Casa Finch. Durante anos, permaneceu vazia, tomada pela vegetação, abandonada. Mas a porta irá ser aberta em breve, pela primeira vez em décadas. E há algo à espera, à espreita nas sombras, ansiando por conhecer os seus novos hóspedes…

Sam McGarver, autor bestseller de livros de terror, aceita com alguma relutância o convite para passar a noite de Halloween numa das mais infames casas assombradas do país. Não estará sozinho - a fazer-lhe companhia estarão mais três mestres do macabro, escritores que ajudaram a dar forma ao terror moderno.

Contudo, o que começa como uma simples manobra de publicidade não tarda a transformar-se numa luta pela sobrevivência. A entidade que despertaram na casa irá segui-los e atormentá-los, ameaçando torná-los parte do legado sangrento de Kill Creek.


Terror gótico? Talvez. Terror de meter medo? Bem... provavelmente sim, para quem nunca ou raramente lê livros - ou séries/filmes - deste género, mas para quem, como eu, está habituada ao género terror sobrenatural, esta narrativa não chegou sequer a arrepiar-me.

Gostei da vertente dramática, há aqui imenso drama, histórias pessoas que se vão revelando, e o ambiente gótico esse sim, me cativou, mas até ao momento o único livro que me arrepiou até ao âmago foi mesmo «O Homem dos Sussurros», no entanto a narrativa deste livro é tão fluída que quando dei por mim já ia a meio do livro, um livro que tem mais de 400 páginas mas se lê de uma forma vertiginosa, mas no que diz respeito à vertente sobrenatural, para mim, é pouco original, previsível e cliché, mas gostei do drama pessoal das personagens, do encontro numa casa alegadamente assombrada de quatro autores de livros de terror, cada um com um estilo de escrita diferente e uma história de vida por trás, muito honestamente, houve partes que são para impingir terror, a mim fez-me lembrar quando fui ao cinema ver a «Annabelle 2», pois ao invés de me assustar desatei-me a rir, sinceramente até me deixou bem disposta e divertida, e sempre curiosa em saber o que iria acontecer a seguir.

É um livro muito cinematográfico, li como se estivesse a ver um filme, e se se tornar um filme com bons efeitos especiais e sonoramente bem conseguido, provavelmente será mais assustador do que o livro em si, gostei da história, das personagens, do final, só ficou a falar o elemento terrorífico que me deixasse a olhar por cima do ombro, tapada com a manta até ao queixo e com a ilusão de ver coisas no escuro, mas mesmo assim valeu a pena a leitura e para quem se quiser estrear com este género de leitura, é o livro ideal!

👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑