Opinião Série: Tempos de Guerra

Com: Amaia Salamanca, Álex García, Alicia Borrachero | Criado por: Ramón Campos, Teresa Fernández-Valdés, Gema R. Neira
SINOPSE: Em 1921, a vida de algumas jovens da classe favorecida de Madrid muda por completo quando partem para Melilha em plena Guerra do Rife para abrir um hospital de campanha.

Bem... vi esta série toda em dois dias, lá se foram horas de bom sono, que quando dei por mim estava completamente viciada nisto, quem me conhece sabe como gosto de um bom drama, especialmente se for um drama histórico inspirado em factos reais, como é o caso desta

TRAILER

Já me habituei muito bem a ver séries e filmes noutras línguas que não o habitual inglês, esta no original está em Espanhol, pertence à história de Espanha, mais concretamente a Guerra do Rife, e foca-se na importância que as enfermeiras da cruz vermelha, neste caso sendo a maior parte dessas enfermeiras pertencentes à burguesia, a importância e influência que tiveram em Melilha durante a guerra.

É fascinante e o drama é viciante, apesar de o drama mais pesado se focar em relações amorosas, triângulos, cubos, círculos, bem... temos de tudo no que diz respeito a relações amorosas, amores proibidos, ódio, inveja, traição, amor, coragem, amizade...

Da esquerda para a direita: Verónica, Magdalena, Carmen, Julia, Pilar, ...

Acho que a série dá demasiado destaque à personagem de que menos gostei, Julia, não como mulher e pessoa, nisso admirei muito e muito me identifiquei, mas acho muito sinceramente que como enfermeira não serve para nada, por meter sempre os seus ímpetos à frente da profissão que usurpou sem direito nem mérito, e prova isso mesmo durante toda a série, sendo esta série um retrato e homenagem a estas enfermeiras, ela foi a que lhes deu menos mérito, deixando-se sempre levar pelas emoções em prole de todos e tudo o resto. Estaria melhor como parte da resistência, por exemplo, no entanto é tão impulsiva que não daria para todos os trabalhos, sendo que como espia valeria menos ainda do que enfermeira, só mesmo para guerrilheira...

A que gostei mais foi a Magdalena, adorei tudo nela, a sua evolução como mulher de coragem é fascinante e é o retrato fiel de uma verdadeira enfermeira! Também adorei a duquesa Carmen, mulher cá das minhas e uma verdadeira força da natureza, e adorei a integra Pilar, e no fim comecei a gostar da Verónica, e de outras personagens que vão aparecendo, tal como o querido Larbi.



Uma boa série histórica.

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑