Opinião: O Anjo de Munique | Fabiano Massimi

Que esconde a morte de Angela Raubal, sobrinha de Hitler e o seu único verdadeiro amor?
SINOPSE: Munique, Setembro de 1931. Faltam poucas semanas para que umas eleições históricas outorguem o poder aos nazis. O comissário Sigfried Saue é chamado com urgência a um elegante apartamento, onde Angela Raubal, 22 anos, conhecida como Geli, é encontrada no seu quarto sem vida. Ao lado do corpo um revólver, tudo sugere que se trata de um suicídio. Geli, no entanto, não é uma mulher comum e o apartamento onde vivia e morreu, bem como o revólver que disparou o tiro fatal, não pertencem a um homem qualquer, são do seu «tio Alf», que o resto da Alemanha como Adolf Hitler, o político mais notório do momento. Em parte também por causa dessa estranha relação com a sua sobrinha, fonte de indignação e escândalo entre as fileiras dos seus inimigos e entre os seus colaboradores mais próximos. Sempre juntos, sempre felizes e sorridentes numa intimidade adolescente. O inspector Sauer se encontra dividido na sua investigação entre aqueles que o mandam encerrar a investigação passadas escassas horas e aqueles que o instruíram a ir ao fundo do caso e descobrir a verdade, qualquer que seja.


Há muito, muito tempo que eu não ficava acordada pela noite fora a ler um livro, mas simplesmente, a dada altura, não conseguia parar de ler, tinha de saber que acontecimentos se iriam desenrolar a seguir, as fascinantes revelações, é tanta volta e reviravolta que quando dei por mim estava completamente viciada nesta arrebatadora leitura e nem dei pelo passar das horas!

Nunca me tinha interessado pela misteriosa morte da sobrinha de Hitler, Angela "Geli" Raubal, sinceramente se já tinha ouvido falar do assunto, nem me lembro, e assim, com uma leitura absolutamente envolvente e carregada de factos  e personagens históricos, fiquei a saber tudo sobre o caso e muito mais! A Noite das Facas Longas, o Putsch da Cervejaria, o clima alemão pós-primeira guerra e que antecedeu à vitória das eleições do partido nazi, com a presença de várias personagens verídicas arrepiantes, Eva Braun, Rudolf Hess, Anny Kramer-Winter, Heinrich Hoffmann, Otto Strasser, Heinrich Himmler, Hermann Göring, Reinhard Heydrich, e tantos outros....

Achei interessantíssimo ler sobre a perspectiva de alemães anti-nazis, e até mesmo ex-nazis arrependidos, que se deram conta de que estavam a ser manipulados pela soberba e demoníaca propaganda nazi, não haja dúvida de que foi isso que deu poder triunfal ao Hitler. Ficamos a conhecer intimamente pessoas que conviveram com ele, locais onde ele vivia e que frequentava, as descrições das cidades, ruas, casas, locais diversos são incríveis, como se lá estivéssemos pessoalmente, sendo que eu aproveitava o facto de serem referidas as moradas e ia à net ver os locais mencionados, o que deu grande dinamismo à leitura... fiquei a conhecer factos sobre Hitler que eu, mesmo lendo tanto sobre este assunto, ver filmes e documentários, relativamente à sua personalidade nunca me quis debruçar muito, focando-me mais nos aspectos históricos e políticos, algo que, após ver esta série documental, me elucidou imensamente sobre estas questões, e agora ao ler livros sobre esta temática sinto-me muito mais informada com o desenrolar das narrativas e compreendo muito mais estes factores.

Este autor tem uma escrita sublime, fluída e emocionante, recriando os cenários de forma tal que sentimos que estamos a viver a acção, como se após a leitura ficássemos a conhecer pessoalmente as personagens que vamos acompanhando na narrativa.

Um brutal thriller vertiginoso, fascinante e um emocionante tributo a Geli.

👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑