Opinião Filme: A Fonte Misteriosa

Título original: Tuck Everlasting | 90 min | 2002 | Realizador: Jay Russell | Actores: William Hurt, Ben Kingsley, Sissy Spacek, Alexis Bledel, Amy Irving
SINOPSE: Baseado no best seller de Natalie Babbitt, A FONTE MISTERIOSA conta-nos a história intemporal sobre um mágico verão de uma rapariga e o segredo que iria mudar a sua vida para sempre. Com um magnífico elenco repleto de poderosos desempenhos pelos galardoados com um Oscar William Hurt, Sissy Spacek e Ben Kingsley, esta cativante história irá prender a atenção de toda a família. A jovem Winnie Foster é uma rapariga subjugada pela sua família e sonha em ter uma vida livre do controlo da sua mãe, uma mulher muito dominadora. Um dia, perde-se no bosque perto de casa e por obra do destino conhece a família Tuck, uma generosa e estranha família que parece ter parado no tempo. Eles ensinam Winnie a tirar todo o partido da vida, mas a súbita chegada de um misterioso estranho que faz demasiadas perguntas perturba o mundo dos Tuck. Por fim, Winnie terá de escolher entre a vida que conhecia e a vida que agora encontrou.


Este é um filme muito especial para mim... quando o vi, em adolescente, esta dose de esperança e introspectividade era precisamente o que eu precisava naquele momento, vi, revi e voltei a ver este filme e neste momento já perdi a conta às vezes que já o vi, e consegue comover-me sempre, e sempre que me perco em mim própria, vejo este filme para voltar a ter coragem para enfrentar a vida e os seus desafios...

TRAILER


O filme e o livro são algo diferentes, o livro é mais juvenil, o filme mais adulto e dramático, eu adorei as duas versões, mas gosto mais do filme, é muito mais intenso, mas admira-me que o livro seja considerado literatura juvenil, pois está carregado de parábolas e introspectividade sobre a vida... é daqueles livros que dá para todos os públicos e todos os gostos, tal como o filme.

 Aqui está uma história arrebatadora, com um elenco de sonho... é daquelas histórias que tocam o coração, no filme há mais romance do que no livro, mas é daquele tipo de romance que não é lamechas, é o tipo de romance que eu aprecio, puro, inocente, verdadeiro, intenso, que é vivido plenamente num curto espaço de tempo mas é eterno... lindo... lindo...

"Não receies a morte, mas sim uma vida não vivida.
Não tens de viver para sempre. Tens simplesmente que viver."

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑