Opinião: O Grande Jogo | David Almond

SINOPSE: Tudo começou com um jogo… um jogo chamado Morte. Era o jogo de Askew, o colega que mais assustava e atraía Kit, aquele que viria a tornar-se o seu melhor amigo. Quando, pela primeira vez, Kit acompanhou Askew e o seu grupo à mina abandonada, um local fora da vista da escola e das casas de Stoneygate, para conhecer um jogo especial, pensou que se tratava apenas de uma brincadeira de miúdos da sua idade. Mas seria apenas isso? E como podia então explicar as visões que tinha tido? Quem eram as crianças esqueléticas que riam e murmuravam na escuridão daquele lugar antigo e misterioso? De onde vinham? Seriam fantasmas de um passado longínquo vindos das profundezas das minas? Seria tudo um sonho?


Esta leitura fez-me lembrar imenso o ambiente/género de leitura dos livros do Neil Gaiman, portanto, fãs de Neil, aqui têm uma boa aposta para quem gosta do género fantasia misturado com drama, crítica social e introspectividade!

É daqueles livros que, pela sua profundidade, tanto dá para adultos como para o público mais jovem, de facto, é daqueles livros que de tão introspectivo me surpreende que esteja direccionado para o público mais jovem, porque não sei se serão capazes de compreender os duplos sentidos e a questão existencial da leitura, mas tenho a certeza de que alguma coisa levam e aprendem com esta leitura, além de ser muito original e fácil de ler, com uma grande carga de mistério, suspense e aventura, dá para todos os géneros e idades.


Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑