Opinião: Todos Devemos Ser Feministas | Chimamanda Ngozi Adichie

"Peço-vos que sonhem e planeiem um mundo diferente.
Um mundo mais justo. Um mundo de homens e mulheres mais felizes, mais fiéis a si mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos de criar as nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos de criar os nossos filhos de uma maneira diferente."
SINOPSE: O que é que o feminismo significa hoje em dia? Neste ensaio pessoal - adaptado de uma conferência TED - Chimamanda Ngozi Adichie apresenta uma definição única do feminismo no século XXI. A escritora parte da sua experiência pessoal para defender a inclusão e a consciência nesta admirável exploração sobre o que significa ser mulher nos dias de hoje. Um desafio lançado a mulheres e homens, porque todos devemos ser feministas.


Fique verdadeiramente fascinada com a forma como esta autora se expressa, eu a pensar que já me sentia suficientemente injustiçada com a questão da descriminação por ser mulher, mas a realidade pelo mundo é muito mais aterradora do que pensei ou até sonhei nos meus piores pesadelos, incluindo o que eu própria já passei na pele com esse tipo de descriminação...
Este é  um livro pequenino que se lê de uma assentada, mas que enche o coração sobremaneira, tremendamente introspectivo, que deveria de ser lido por TODAS as mulheres e por TODOS os homens!! 
Ainda há muita especulação sobre o significado de feminismo, e a autora neste livro explora bem essa questão... ser feminista não é ser uma mulher que odeia os homens, ou uma activista extremista, não é alguém que não se depila ou não usa soutien.... esqueçam essas ideias pré-concebidas! Se o mundo fosse feminista viveríamos num mundo muito melhor, mais justo e civilizado, e ser feminista não é algo exclusivo para as mulheres, todos os homens deveriam de ser feministas!

Tal como li num título do jornal Expresso: "O feminismo não é machismo ao contrário"!
"Feminismo" Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

«Movimento ideológico que preconiza a ampliação legal dos direitos civis e políticos da mulher ou a igualdade dos direitos dela aos do homem.»
De facto, é uma tristeza ter de existir a palavra - feminismo -, uma palavra que significa, basicamente, a luta pela igualdade de direitos entre géneros devido ao sufocante mundo machista em que vivemos...

Já agora, aqui têm a definição da palavra "machista" no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa:
1. Que ou aquele que age e pensa em função da ideia que o homem domina socialmente a mulher.
Como podem ver, um é o total oposto do outro, não são os dois a face da mesma moeda... mas sabem o que, para mim, é pior do que um homem machista? Uma mulher tão desligada da sua natureza que seja ela própria machista!! Isso é que me parte mesmo o coração... (┬_┬)
Este livro explora bem a experiência pessoal da autora no mundo machista da cultura africana/nigeriana, em poucas mas sentidas palavras, é uma realidade brutalmente assustadora... como é possível em pleno século XXI ainda haver este tipo de situações e discriminação? Parece que quanto mais evoluímos, mais retrocedemos...
Apenas metade deste livro é o discurso TED da autora, a outra metade é um mini-conto intenso sobre a realidade do que é ser uma mulher nigeriana, a horrível pressão social e cultural, está escrito com um pormenor e intensidade incrível, quase me custou conseguir ler, pois somos assaltados por ium sentimento de impotência arrebatador...

Este livro é uma mensagem poderosíssima, e esperemos que se torne parte integrante do Plano Nacional de Leitura!
👉🏻 Wook | Bertrand 👈🏻

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑