Opinião: Avozinha Gângster | David Walliams

Plano Nacional de Leitura
Vencedor na categoria 2.º ciclo da iniciativa da Visão Júnior, "Miúdos a Votos" 2019.
SINOPSE: O nosso herói, Ben, adormece só de pensar que tem de ficar em casa da avó. Que seca! É a avozinha mais aborrecida de sempre: só pensa em jogar jogos de tabuleiro e comer sopa de couve. Mas há dois segredos que Ben desconhece:
• A sua avozinha é uma famosa ladra de joias.
• E toda a vida sonhou roubar as Joias da Coroa inglesa, e agora precisa da ajuda de Ben…
Uma história sobre preconceitos e aceitação, cheia de piadas engraçadas e palavras tolas, ao estilo bem-humorado do comediante David Walliams, com mais de 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.


Ora bem, como sabem sou uma tremenda fã da colecção "O Diário de um Banana", há uns tempos não se ouvia falar de outra coisa, agora a nova moda são os livros do David Walliams e eu, curiosa, quis ver por mim o porquê, e comecei com este livro. Tenho conhecimento de crianças que não são habituais leitoras mas este livro devoram, já vi por mim mesma a histeria associada a esta colecção, e consigo perceber o porquê:
É completamente disparatado, todo, com personagens com personalidades muito vincadas, nesta história em específico que foi a única que ainda li, o Ben é um pré-adolescentes dos nossos dias, egocêntrico, desmotivado, preguiçoso, apanha grandes secas com a avó e não se entende muito bem com os pais, há-de haver crianças que se identifiquem ou simplesmente que achem piada, entram outros clichés como programas de televisão famosos, vizinhos coscuvilheiros e afins....
Consigo perceber porque gostam, mas eu pessoalmente não fiquei fã. \_(-_-)_/
Neste livro, pelo menos, achei a história exagerada, mirabolante e pouco realista, consigo perceber bem o motivo pelos quais as crianças gostam e recomendo-lhes este livro, sem dúvida, na minha opinião, para crianças até aos 12/12 anos, mas este não será daqueles que recomendo sem reservas também a adultos, pois além do mais a narrativa é sempre num tom infantil e auto-piedoso, as ilustrações não me cativaram, sinceramente...
No entanto lê-se bem, as partes de que gostei mais é que volta e meia lá aparece um factozito interessante de cultura geral, por exemplo, porque se usa a expressão "suar como um porco se os porcos não suam?" e coisitas assim aqui e aqui, gostei da moral da história, gostei muito da avozinha, e gostei muito que a profissão de sonho de Ben fosse ser canalizador, nunca vi tal em livro nenhum, apreciei essa humildade e originalidade, fiquei algo surpreendida com o final, não esperava a seriedade após uma narrativa tão infantil, mas é aí que está a lição de moral e é sinceramente comovente.
Por isso crianças, leiam, leiam, LEIAM! *(♥_♥)/*

Sem comentários:

Publicar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑