Opinião: A Rapariga Sem Nome | Leslie Wolfe

Há desejos que temos de manter em segredo
SINOPSE: Os olhos azuis vidrados, o belo rosto, inerte, coberto de cintilantes grãos de areia. Os lábios entreabertos, como que para libertar um último suspiro. Quem é a bela rapariga encontrada ao amanhecer numa praia deserta? Qual é o seu segredo?
A agente especial Tess Winnett, do FBI, procura incessantemente respostas. A cada passo, a cada nova descoberta, desvenda factos perturbadores que conduzem à mesma conclusão: aquela não foi a única vítima. O assassino que procuram já matou antes.
Escondendo também um terrível segredo, a agente Tess Winnett enfrenta os seus receios mais profundos, numa emocionante corrida para apanhar o assassino, que se prepara para acabar com outra vida. Descobri-lo-á a tempo? Será capaz de o deter? A que preço?
AS REGRAS DO JOGO MUDARAM.
TAL COMO A DEFINIÇÃO DE SERIAL KILLER.
TODOS DESEJAMOS TER ALGUÉM. MAS ESTAREMOS DISPOSTOS A MORRER POR ISSO?
A agente especial Tess Winnett é apaixonada, ousada, forte e temperamental. Não hesita em arriscar a vida, numa busca incessante por toda a verdade e por um seria killer cruel que anda a tirar vidas sem piedade. Inteligente, desenvolta e teimosa, Tess levará os leitores numa memorável e aterradora investigação neste empolgante e apaixonante thriller.

Só recentemente comecei a entrar nas leituras dos thrillers, pois esse género de leituras, especialmente policiais, nunca me cativaram... o que é irónico, visto eu própria já ter estado nas forças policiais do exército e foi um sonho que me seguiu quase toda a vida e só eu sei o que passei para o realizar, em filmes e literatura era algo que não me cativava...

Depois de ir numa das maiores aventuras da minha vida, se não mesmo a maior, a minha viagem sozinha de mochila às costas, quatro países em seis dias (sobre a qual ainda tenho tantos posts para escrever!), em que nessa viagem, levei alguns livros policiais da colecção vampiro, que a Porto Editora estava a oferecer na 88ª Feira do Livro de Lisboa, por serem extremamente leve, e levando eu uma mochila tão pequena apenas com o mínimo essencial, não havia hipóteses de ir carregada de livros, e eu precisava imenso deles para as viagens de avião, porque sendo eu claustrofóbica e sofrer de vertigens, ir andar de avião sozinha, para um país onde nunca tinha ido na minha vida, logo para começar num país cuja língua que eu nem nunca sequer tinha praticado sem ser em casa e numas aulas que eu tinha tido há anos atrás, acreditem, eu precisava de ter livros ao pé para me distrair!

Até já comentei aqui no blog um desses livros que eu li, com a foto lá no avião e tal, e acreditem, foi o que me safou de entrar em absoluto desespero, porque eu senti tudo o que eu já temia que ia sentir, de facto, até senti bem mais! Já sentiram claustrofobia e vertigens ao mesmo tempo? É horrível... ainda mais horrível se, como eu, tiverem aversão a dar espectáculo público gratuito, ou seja, tudo o que eu gritei e sofri foi dentro da minha cabeça, ... depois, lá me embrenhei de tal forma na leitura, que me esquecia totalmente que estava encurralada dentro de um avião em alturas que eu nunca tinha estado na vida... e a partir dai, especialmente, comecei a dar mais atenção aos thrillers...

No entanto, daqueles que já li, e entretanto já li uns quantos, nunca li nenhum com tanto gosto e facilidade como li este... é um livro carregado de detalhes mórbidos, actividade de investigação policial, drama, trauma, suspense, no entanto, lê-se tão bem como se de um romance se tratasse...

A escrita é leve e fluída, a história sempre com acontecimentos e detalhes interessantes, adorei a personagem Tess Winnette a sua história, não é daqueles thrillers em que só descobrimos a personagem culpada no final, e se tivermos sorte poderá aparecer na história a motivação para as atrocidades que comete, neste livro não, aqui acompanhamos ambas as partes, os seus traumas e motivações,  tanto de quem pratica os crimes, como, quando e porquê, e o mesmo para as forças policiais que andam atrás da personagem criminosa, neste caso especialmente a Tess Winnett, e até chegamos a ter a perspectiva das vítimas, do que sofrem, e é arrepiante...

É um livro tão envolvente, que dei por mim, após terminar a leitura, a esquecer-me que já tinha a  tinha terminado, e quando fui a pegar nele ansiosamente a ver onde tinha ficado, à espera de retomar onde tinha ficado, lembrei-me e foi tipo: "ohhhh"... ! Ou seja, foi para mim uma daquelas leituras que deixam aquele misto de sensações de satisfação e tristeza: satisfação por ter terminado uma boa história e ter ficado a conhecer todos os detalhes, mas de tristeza precisamente por a ter terminado, logo quando já estava habituada ao ambiente e às personagens...

Uma leitura inebriante, recomendo sem reservas até mesmo para quem habitualmente não lê thrillers, é uma aposta excelente para variar os hábitos de leitura!

25 comentários:

  1. Este livro teve entrada directa na minha wishlist assim que li a sinopse e soube que ia ser publicado entre nós. Parece-me, de facto, que há-de ser uma leitura compulsiva e absorvente, daquelas que eu adoro (sou fã deste género de livros)! Obrigada pela tua partilha de opinião! Continuação de boas leituras :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li nuns dois dias (e bem movimentados foram esses dias), mas não conseguia largar a leitura sempre que podia, lê-se com uma "fome" incrível, eu amei e mal posso esperar por mais livros da autora! :D *-*

      Eliminar
  2. Um livro que pelo o que li na sinopse me cativou e me deixou com uma grande vontade de o ler ...

    ResponderEliminar
  3. Parece muito interessante. Mais um para a book list.

    ResponderEliminar
  4. Este livro está na minha wishlist :) Tenho que o comprar para levar nas férias. Obrigada pelo post

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu pelo comentário, sem dúvida que este livro é uma excelente companhia para estas férias! ;)

      Eliminar
  5. Desejante de o ler, mesmo ao meu estilo.

    ResponderEliminar
  6. Este é mesmo o meu género de livro...!

    ResponderEliminar
  7. Um livro que desejo ler pois parece ser excelente !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é mesmo, uma leitura intensa, rápida e interessante! :D

      Eliminar
  8. Eu quero muito ler este livro porque a capa é muito misteriosa e eu adoro!!

    ResponderEliminar
  9. Ainda não li, mas fiquei bastante curiosa ... registado. Obrigada pela partilha. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é um bom livro, que se lê bem e vicia, uma excelente companhia ;)

      Eliminar
  10. Como tb estou a iniciar este género literário gostei da opinião. Boas leituras.

    ResponderEliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑