Opinião: Segredos de Lisboa | Raquel Policarpo | Inês Ribeiro

Vestígios arqueológicos surpreendentes sob as ruas da cidade
SINOPSE: Uma Lisboa desconhecida está à nossa espera num museu, num parque de estacionamento ou até numa improvável casa de banho pública no Largo da Sé. Passear pela Lisboa de hoje é caminhar sobre todo um passado desaparecido. Sob os nossos pés, debaixo de linhas de elétrico, ruas asfaltadas e túneis de metro, camadas e camadas de terra revelam histórias de quem por aqui passou, viveu e morreu. Contam momentos, eras, séculos de vivência de fenícios, romanos, muçulmanos, cristãos, uma imensidão de pessoas que nestas colinas deixou a sua marca. No Largo da Sé desça à casa de banho pública e depare-se com os vestígios de um prédio anterior ao terramoto de 1755. Na Rua da Prata, embrenhe-se nas galerias romanas e descubra o que resta do complexo subterrâneo de um antigo fórum romano. Na Igreja de Santo António, por entre portas e escadinhas, aceda ao subsolo por baixo do altar-mor, que é o local mais importante de toda a igreja, onde teve início a história do templo e do santo padroeiro de Lisboa. Inês Ribeiro e Raquel Policarpo guiam-nos por uma Lisboa repleta de segredos, através de vestígios arqueológicos que nos desvendam a cidade de outras eras e de outras gentes. Nestas páginas, alguns locais e momentos regressam à luz do dia e partilham o conhecimento de épocas e sítios que muitos desconhecem. Alguns deles desapareceram para sempre, mas outros ainda estão à espera de ser visitados.

Amei conhecer Lisboa da perspectiva deste livro, que não só nos orienta por ruas carregadas de histórias e pontos arqueológicos, museus e locais de interesse histórico a visitar, e respectivos horários, moradas e preços, como ainda cada capítulo começa com uma pequena narrativa histórica, uma espécie de mini-romance histórico sobre a vida dos habitantes de Lisboa nos tempos antigos, desde o Império Romano à época medieval aos tempos presentes, como é o caso e um judeu bem casado, de um pescador a concertar a sua rede de pesca nos degraus da sua casa, onde se situa actualmente a rua Augusta, de um ricalhaço e do seu escravo a passear pelas ruas de Lisboa, uma cozinheira do castelo que alimentou quatro Reis, de Afonso IV a D.Pedro, ..... também um pouco da história de Fernando Bulhão, que com o hábito agostinho, mudara de nome para António... mas não seria um António qualquer, mas sim, o Santo António, padroeiro de Lisboa, nascido no bairro a Sé, ... os nomes das ruas e locais nos tempos antigos, o que se vestia e comia e um pouco como se falava,... sabiam que Lisboa se chamava Olisipo, na época Imperial Romana? E Uxbuna durante a ocupação dos Mouros?
Muitos segredos e mistérios revelados neste incrível livro, muito original e informativo, interessante e repleto de informações, cultura e história!

Site e página facebook das autoras: A Time Travellers é uma Agencia de Animação Turística criada por duas arqueólogas, que lhe oferece Passeios e Actividades dedicados à descoberta da Arqueologia e Cultura do nosso país.
A única mudança que eu faria neste livro, era acrescentar ilustrações (só há umas quantas fotos aleatórias juntas a meio do livro), especialmente a cores, e essencialmente sobre as zonas que estão a ser mencionadas, pois mesmo eu sendo de Lisboa, há zonas que não conheço, ou que pela descrição eu não consegui perceber durante a leitura a que prédios ou local se estavam a referir, e umas ilustrações seriam de exímia ajuda, e ainda mais seria se além de fotos da zona na actualidade, pudessem ter ilustrações de como era nos tempos onde passa a narrativa histórica.... foi a única coisa que faltou a este fantástico livro!


2 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑