Opinião: Uma Mulher em Fuga | Lesley Pearse

Em perigo e sem proteção. Até quando pode Rosie fugir?
SINOPSE: Sob o olhar negligente do pai, Rosie definha na quinta onde vive. Sujeita aos maus-tratos dos meios-irmãos, Seth e Norman, e sem uma mãe para a proteger (há muito que desapareceu), a sua vida é dura e solitária. Mas no dia em que chega a governanta, Heather Farley, tudo parece mudar. Heather depressa se torna uma amiga… e até uma mãe…
Mas a alegria revela-se passageira, pois Heather desaparece misteriosamente, deixando para trás o filho, Alan, e frustrando todas as esperanças de Rosie num futuro melhor. Mas só quando o irmão de Heather, Thomas, aparece na quinta é que Rosie descobre a terrível verdade sobre a sua própria família… e finalmente ganha coragem para fugir. Mas o mundo que a espera lá fora, infelizmente, não é menos cruel. De Bristol ao Sussex, do Sussex a Londres - Rosie tudo faz para dar um novo rumo à sua vida. Mas será ela capaz de escapar à fúria vingativa de Seth?
Lesley Pearse, autora tão querida dos leitores portugueses, volta a encantar-nos com esta história dilacerante sobre a família e os segredos medonhos que pode esconder…

Como quem já segue aqui o blog, sabe que Lesley Pearse é a minha autora preferida de sempre, já li todos os livros dela que foram editados em Portugal, e mesmo aqueles que não me marcaram por ai além, como aconteceu com este, não há livro nenhum dela que eu tenha lido até agora que possa dizer: "não gostei", gosto sempre, de uma maneira ou outra, nem que seja pela fabulosa escrita, a intensidade, o realismo, o drama, a veracidade, tudo... adoro, pura e simplesmente, a escrita desta autora!

No entanto, os livros que mais amei, e com os quais me apaixonei pela escrita desta autora, são os livros passados na época vitoriana, pessoalmente é algo que adoro, e esta autora faz com uma mestria inigualável... 

A forma como a autora consegue criar histórias, e histórias dentro de histórias e envolver tudo com histórias paralelas, de forma a estarmos na perspectiva de várias personagens, as boas, e as más, é incrível, é fascinante, é apaixonante, nunca li nada assim...

Tal como nas outras épocas em que a autora já escreveu, deste a época vitoriana até aos nossos dias, Lesley Pearse consegue transportar-nos totalmente, deste as fabulosas descrições dos locais nessas épocas, o que se comia, como se vivia, o que se vestia, que meios de transportes, incluindo os públicos eram usados, tudo... é arte, o que Lesley faz com a escrita...

Neste caso, Lesley transporta-nos para os anos ´40 pós guerra e porteriores, e envolve-nos na traumática história de Rosie, que vive num inferno com os pais e o irmão, tanto que Rosie até acaba por se tornar uma criança algo selvagem... até que a vida dá as voltas que normalmente dá, mas no caso dos romances de Lesely Pearse é de nos fazer tonturas de tantas voltas que dá, é de cortar completamente o fôlego e lá consegue fugir aquela vida, e lutar por uma vida melhor, o que não se apresenta fácil...

Quem aqui acompanha esta autora, alguma vez a ler um livro dela, só se deram conta que estavam sem fôlego, quando já vos doía os pulmões por terem deixado de respirar, só de suspense?
A mim já aconteceu, várias vezes, e neste livro então...

Neste livro, vivemos a realidade do que se passava nos manicómios nesta época, quando Rosie acaba por ir trabalhar num, enquanto foge do completamente maníaco do irmão que não desiste de a perseguir nem por nada do mundo, o que envolve esta história numa espécie de ambiente estilo thriller, especialmente quando se descobre as coisas que o irmão fez, e toda a verdade sobre a sua família, de uma forma que me causou pesadelos e me deu volta ao estômago, até eu, que gosto de leituras pesadas e realistas, detesto lamechices, mas Lesley por vezes "carrega" para ali com uma bruta realidade que até a mim me choca, e pessoal... eu não sou facilmente impressionável!

No entanto, apesar de adorar esta autora e de estar sempre ansiosa pelo próximo livro, volta e meia há personagens dos livros que não me cativam por aí além... e foi o que aconteceu neste livro, li o livro de forma sofrêga, não conseguia parar de ler, mas não consegui ganhar grande afinidade com Rosie, e apesar de a história sem impactante, não me cativou por aí além, como aconteceu com vários outros livros dela, então a saga Belle... até hoje, dos melhores livros que já li na vida, amei, amei, amei!

Este livro acaba por ter um ritmo algo diferente ao que eu estou habituada nos livros da autora, mas, tal como todos os outros livros, só posso dizer que adoro, que recomendo, mas este em especial, recomendo a quem tem estômago forte, e goste de leituras algo pesadas...


9 comentários:

  1. Parece ser um livro com uma grande carga dramática e muitas reviravoltas e que nos prende em todo o seu desenrolar.

    ResponderEliminar
  2. A minha autora preferida. Já li quase todos os livros editados em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já os li a todos, o penúltimo, que era o que me faltava, li graças à minha biblioteca municipal que o adquiriu, de outra forma ainda estaria à espera de o poder ler....

      Eliminar
  3. Só li um livro desta autora "Sonhos Proibidos" gostei, mas não fiquei encantada, não senti vontade de explorar outros títulos dela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? :O Caramba, nunca conheci ninguém que não tivesse ficado deslumbrada com os livros dela, mas tente ler o livro «Nunca Me Esqueças», na minha opinião, um dos melhores que já li na vida!

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑