Opinião: Sob Um Céu Escarlate | Mark Sullivan

Uma história verídica. Um herói improvável. Um épico irresistível.
SINOPSE: Pino Lella não quer nada com a guerra ou com os nazistas. Ele é um adolescente italiano normal - obcecado por música, comida e miúdas, mas os seus dias de inocência estão contados. Quando a sua casa em Milão é destruída pelas bombas dos Aliados, Pino junta-se a uma via-férrea subterrânea ajudando judeus a escapar dos Alpes e apaixona-se por Anna, uma bela viúva seis anos mais velha do que ele.Numa tentativa de protegê-lo, os pais de Pino forçam-no a alistar-se como soldado alemão - julgando que assim o manteriam longe de combate. Mas Pino é ferido e depois recrutado, aos dezoito anos, como motorista pessoal do general Hans Leyers, o caudilho de Adolf Hitler na Itália, e um dos comandantes mais misteriosos e poderosos do Terceiro Reich.Agora, com a oportunidade de espiar o Alto-Comando Alemão, Pino luta em segredo, suportando os horrores da guerra e da ocupação, tendo a sua coragem reforçada pelo seu amor por Anna e pela vida que ele sonha que um dia compartilhar.

Após a leitura deste livro arrebatador, esta história verídica e carregada de factos, memórias, sentimentos, emoções, terror, amor, medo, esperança, perdição, salvação, tudo o que foi sentido em Itália, durante a segunda guerra, pelos fascistas, pelos nazis, pela resistência, ... agora, sinto-me parte desta historia, transporto em mim as memorias vividas por quem passou pela ocupação nazi em Itália, e vive em mim, a partir de agora, este conhecimento, esta história, estas vidas, que jamais esquecerei...

Já li tantos livros sobre o Holocausto e a Segunda Grande Guerra, o primeiro que li, teria uns 11 anos, e desde ai já li de todo o género de livros, e quanto penso que já nem consigo arranjar emoções para o que aconteceu, há sempre uma forma de as despertar, e este livro despertou... sinto-me completamente esgotada e abatida após a leitura deste livro, no inicio, não me parecia que fosse apreciar, e até o pousei um par de vezes, por não me estar a cativar por aí além, no início, antes das primeiras 100 páginas, não me cativou por ai além, e até estava a estranhar o tamanho do livro, com as páginas repletas de texto, quase sem margens, sendo que a história começa no segundo ano da Guerra, o que haveria de acontecer para o livro ser tão grande? Mas depois comecei a entrar no ritmo, a ganhar uma afinidade incrível com Pino, a sentir tudo o que ele sentia, e cheguei a adorá-lo e a odiá-lo em iguais medidas... e o que doeu mais foi a forma verídica como está escrita, em que não só assistimos ao que acontece, mas é como se também lá estivéssemos, totalmente, e sentimos tudo...

Documentos de Giuseppe ‘Pino’ Lella com 17 anos, a idade com que começou a envolver-se na resistência Italiana. Provided by Lake Union Publishing

General Hans Leyers

Adorei a forma humana e verídica como tudo é narrado, sem filtros, sem rodeios, mostrando o lado herói e anti-herói de todos, especialmente de Pino, as suas falhas, os seus erros, os seus medos, a sua humanidade, apesar de por vezes me ter sido muito díficil de aceitar, mas nunca podemos dizer "desta água não beberei", e só sabemos o que faríamos, se fossemos nós, se lá tivéssemos estado...

Giuseppe ‘Pino’ Lella - 1949. Image: Provided by Lake Union Publishing

Este livro, esta história, não foi, nem pouco mais ou menos, nem sequer lá perto, o livro mais horrível e de uma desumanidade indescritível que eu já li, já li livros que me fizeram chorar, me fizeram quase vomitar, tive de ganhar coragem para continuar a ler, e me causaram pesadelos... mas este é um dos livros mais absorventes a nível histórico, verídico e basicamente, um vislumbre nos bastidores do que aconteceu, na Itália, a história não contada, as revelações nunca relatadas e quase esquecidas ali mesmo, à nossa frente...

Mussolini e Karl Wolff

Cardeal Alfredo Ildefonso Schuster

 Padre (Don) Luigi Re

Giovanni Barbareschi

Eugen Dollmann

Alberto Ascari

O trabalho de investigação de Mark Sullivan é sublime, e a sua honestidade no prefácio é de louvar, e a forma como conclui tudo no rescaldo, relatando o que aconteceu no pós-guerra e o rumo das vidas de muitas destas personalidades, Pino, os irmãos e os pais, o melhor amigo, o cardeal Alfredo Ildefonso Schuster, Mussolini, Karl Wolff, Eugen Dollmann, o seminarista Giovanni Barbareschi, Alberto Ascari, entre tantos outros ,... os locais e cidades onde tudo aconteceu e como estão nos dias de hoje, é fascinante, absolutamente fascinante... a sensação final com que fiquei foi que nada ficou por contar...

À esquerda: Mark Sullivan, à direita: Giuseppe ‘Pino’ Lella no Lago Maggiore’s Isola Bella. Image: Provided by Lake Union Publishing


12 comentários:

  1. Olá, Liliana! Este livro despertou em mim a curiosidade, mal li a sua sinopse... tudo o que fala sobre o Holocausto e a II GM "fascinam-me" pelo absurdo, pela total desumanidade de muitos humanos para com os seus semelhantes, sabendo que nos nossos dias, se não se souber olhar para o passado, o futuro poderá trazer-nos novas mentes aberrantes como a de Hitler... também já o tenho na estante, mas ainda não foi lido (como tantos outros sobre este tema que tenho). Todas as opiniões que tenho lido sobre este livro têm sido como a tua: super positivas! Continuação de boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana :D
      Também o tive na estante durante um par de meses, primeiro por estar muito limitada de tempo, depois porque tinha outros ainda mais atrasados, mas finalmente lá foi, e comecei num dia e terminei no outro, uma bruta leitura, especialmente para os interessados no tema da II Grande Guerra, é uma leitura de um ponto de vista diferente e arrebatador...

      Eliminar
    2. Pois, a falta de tempo para se ler tudo o que se gostaria... talvez numa outra vida (quem sabe?!?)... Beijinhos

      Eliminar
    3. Conheço bem essa sensação ;)

      Eliminar
  2. Fiquei muito curiosa com este, vou inclui-lo na minha wishlist!

    ResponderEliminar
  3. Mais um livro para acrescentar à minha lista.

    ResponderEliminar
  4. Este livro tenho de ler, não fosse eu uma "perseguidora" de tudo o que se refere ao Holocausto e se já estava na minha lista, com a tua arrebatadora opinião, estou rendida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este livro não só está muito bem escrito e detalhado, como ainda por cima está algo diferente de todos os que já li do género, e já li bastantes!

      Eliminar
  5. Será uma das minhas próximas leituras!!! Adoro livros e filmes da Ww2 e já andava com este debaixo de olho pelas excelentes reviews!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gosta de livros da WW2, vai apreciar muito a leitura deste, lê-se muito bem, e é diferente de todos os outros, é da perspectiva Italiana, é uma história verídica intensa, e explora outras realidades dessa guerra, das outras injustiças cometidas e sofridas, além do holocausto, é muito interessante e intenso :)

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑