Opinião: O Velho Que Lia Romances de Amor | Luis Sepúlveda

SINOPSE: Antonio José Bolívar Proaño vive em El Idilio, um lugar remoto na região amazónica dos índios shuar, com quem aprendeu a conhecer a selva e as suas leis, a respeitar os animais que a povoam, mas também a caçar e descobrir os trilhos mais indecifráveis. Um certo dia resolve começar a ler, com paixão, os romances de amor que, duas vezes por ano, lhe leva o dentista Rubicundo Loachamín, para ocupar as solitárias noites equatoriais da sua velhice anunciada. Com eles, procura alhear-se da fanfarronice estúpida desses «gringos» e garimpeiros que julgam dominar a selva porque chegam armados até aos dentes, mas que não sabem enfrentar uma fera a quem mataram as crias. Descrito numa linguagem cristalina e enxuta, as aventuras e emoções do velho Bolívar Proaño há muito conquistaram o coração de milhões de leitores em todo o mundo, transformando o romance de Luis Sepúlveda num clássico da literatura latino-americana.

Depois de ler o livro de fábulas de Sepúlveda, fiquei completamente encantada com a escrita, com as filosofias, ensinamentos, modos de ver a vida, com uma escrita pura e crua, livre de rodeios ou incertezas, é verdadeiramente cativante... e esta leitura manteve esses padrões...

Que história tão realista, sentimos tudo na pele, a narrativa tão vívida que parece que estamos a ver tudo a acontecer à nossa frente, à nossa volta, é uma escrita que nos envolve completamente.

Honestamente, pelo título do livro pensei que fosse uma história completamente diferente daquela que é, não sei se aconteceu o mesmo a quem já leu este livro, mas não era nada do que eu estava à espera. O facto de ter sido inspirada em situações que o autor viveu no exílio deu ainda mais impacto à minha leitura, pensar que algumas das coisas aqui retratadas, ele viu e viveu... que histórias de vida incríveis...

Acho tremendamente apaixonante o respeito que o autor tem pelos animais, todas as criaturas, nunca li nada assim e leio muitos livros com e sobre animais de estimação, mas não com esta dinâmica, com esta profundidade emocional e filosófica, é fascinante!

Esta leitura, não só aprofunda o nosso respeito pelos animais, neste caso, selvagens, como ainda é um incrível manual de sobrevivência na selva, há aqui ensinamentos fantásticas, que eu não fazia ideia, os padrões de comportamento de criaturas terrestres e marítimas, é incrível a riqueza selvagem deste livro, e também o expor da estupidez tão humana, que nunca deixa de surpreender, pela negativa...

16 comentários:

  1. Fascinante, a tua opinião sobre este livro que me faz desejar lê-lo sem hesitar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! :D
      Acho que vais gostar muito, é uma leitura diferente! ;)

      Eliminar
  2. Um clássico que não li mas que deve ser uma leitura super enriquecedora.

    ResponderEliminar
  3. Já tinha lido algumas opiniões muito positivas sobres este livro e agora fiquei ainda mais curiosa para o ler.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale bem a leitura, é diferente e original, intenso e introspectivo, muito bom :)

      Eliminar
  4. não conhecia este livro ,parece ser interessante :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sério? Creio que até já é considerado um clássico... ;)

      Eliminar
  5. Ainda não li nenhum livro deste autor. Este será uma boa primeira opção?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sem dúvida, é considerado um clássico, e um dos preferidos entre os leitores do autor :)

      Eliminar
  6. É o meu livro preferido do Luis Sepúlveda. Já o li por duas vezes e tenho a certeza que ainda o voltarei a ler outra vez...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau, fantástico! :D
      Eu ainda só li este e as fabulas, ainda tenho muitas aventuras para descobrir pelas mãos deste autor... :3

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑