Opinião: Não te Afastes | David Machado

SINOPSE: Após a morte do pai, Tomás acredita que, por sua causa, coisas más acontecem; e, para proteger a mãe e os amigos, decide deixar o lugar onde viveu toda a sua vida. Mas o país é apanhado por um furacão e, de um dia para o outro, o rapaz vê-se no meio de ruínas e inundações, perdido e desesperado. É, porém, no meio da tragédia que encontrará o mais inesperado dos amigos...
Não Te Afastes é uma história comovente e fascinante sobre o desgosto da perda e o poder curativo da amizade.

Nem sei que pensar após o termino desta leitura... a sério que este livro é considerado uma leitura juvenil? Com tanta intensidade e introspecção?

Uma das coisas que mais pensei e me chocou na inicio da leitura deste livro foi: "mas que raio de gente citadina é esta? que raio de cidade é esta?", bem, que maldade e violência!

Os sentimentos e sensações, tão bem conjugadas e explicitas, que nos fazem sentir tudo o que o Tomás está a sentir, ainda mais sendo sensações exactamente iguais aquelas que eu própria já senti em situações semelhantes...

Durante a história, desisti de tentar adivinhar o que iria acontecer em seguida e limitei-me a ler, com o coração nas mãos, sempre a rezar, por assim dizer, que nada de mal acontecesse ao Tomás, mas as voltas e reviravoltas mirabolantes desta história até causa uma sensação de inquietação e fascínio, pela história em si, pelos sentimentos do Tomás, pela maldade das pessoas, mas também pela bondade que se descobre aqui e ali, tal como na vida real, e realista é esta história, intensamente...

Este livro, apesar de ser uma história direccionada para o publico juvenil, mas que na minha opinião faz de leitura adulta, perfeitamente, é uma história carregada de tristeza e esperança... daquelas histórias que entram no mais profundo de nós mesmos, e ajudam a deitar cá para fora emoções reprimidas...
E claro, acabada a leitura, fiquei com imensa vontade de ter um rinoceronte de estimação... quantos mais livros sobre a amizade e amor incondicional dos animais por nós temos de ler, e situações temos de ver, até o mundo começar a acreditar nos seus direitos, nos seus sentimentos e a tratá-los com o amor e carinho que eles merecem?....

Escrita numa delicada escrita fluída, intensa e marcante, foi a minha estreia com este autor, e fiquei com imensa vontade de ler os outros romances já publicados pelo mesmo.
Este livro nasceu como banda desenhada, mas devido à impossibilidade de ter sido editado como tal, como muita pena por parte do autor nasceu assim em livro de capa dura, lendo-se como se fosse o guião de um filme, pois pode não estar na forma de banda desenhada, mas as descrições são tão vividas, que eu me senti dentro da história, como se tudo se estivesse a passar em frente aos meus olhos...


26 comentários:

  1. A foto é tão gira e a capa do livro também. Uma história carregada de sentimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma foto tirada ao "acaso", mas ficou tão gira que aproveitei! :P
      O livro é fantástica, a escrita fluída, e eu ADORO livros de capa dura, gosto mesmo ❤

      Eliminar
  2. O Castiel é tão fofinho! :D Ainda não li nada do autor, mas tenho na wishlist "Índice Médio de Felicidade". E acredito piamente na dificuldade que refere em relação à BD, pois tudo o que não seja automaticamente vendável quase não tem apoios neste nosso rectângulo à beira-mar plantado..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Super fofi o meu "Castinho", não é?? ❤ *.*

      Eu estive para ir ver o filme, mas quando vi que era inspirado num livro, não fui, porque já apanhei vários desgostos de filmes excelentes que só no final ou dias depois descobri que era inspirados em livros, e depois nunca consigo ler o livro depois de ver o filme, então só vejo depois de ler o livro, se puder :)

      Eliminar
  3. Este titulo tenho mesmo de o ler. Tudo o que toque o coração é o que procuro. Precisamos cada vez mais de voltar a sentir...
    Obrigada por dares a conhecer este livro.

    Beijinhos,
    Sónia Carvalho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Precisamos cada vez mais de voltar a sentir"...
      Tal e qual, concordo plenamente! ❤

      Eliminar
  4. Que fofinho...o livro também parece fofinho 😋

    ResponderEliminar
  5. Sentimentos não vivo sem eles, até sou penalizada por isso...não sinto que estou errada, mas sim os que não entendem e que no lugar do coração têm uma pedra. O livro de facto é intenso, talvez demasiado para certas crianças, a leitura deveria ser feita acompanhada por um adulto com coração pois com calma e amor tudo se explica (o amor incondicional pelos animais mais uma vez no topo). Livro fabuloso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não creio que seja demasiado intensa para as crianças, ou que talvez o seja para algumas mais susceptíveis, tal como qualquer outro livro o seria, por exemplo, para mim, eu teria delirado com este livro com os meus 5/6 anos, mas seu também fui precoce na leitura e naqueles tempos tínhamos outra maturidade, e como não sou educadora de infância nem tenho absolutamente formação nenhuma na área, nem me meto a estipular idades, mas está escrito de uma forma tão acessível que qualquer criança que já inicie a leitura sem "bonecos" irá adorar...

      Mais "traumatizante" e "brutal" foi a leitura de Harry Potter com os meus 11/12 (e por ai fora), que por pura coincidência estreou quando eu tinha 11 anos, a mesma idade que Harry tinha quando foi chamado a Hogwarts, dai eu ainda estar à espera da carta! :P e no entanto é a saga da minha vida e acompanhou-me fielmente durante dois anos, e nem imaginas o importante que foi para a minha vida e para aquilo que sou hoje... ;)

      Eliminar
  6. deve ser um livro com uma história muito comovente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, muito fácil de ler e que interiorizamos mesmo... :)

      Eliminar
  7. Ao ver a capa deste livro pensei imediatamente em oferecê-lo ao meu sobrinho! Mas depois de ler o que escreveste, penso que o deveria eu ler! Boas leituras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HahahahaHa xD Boa!! :D
      Mas porque não ler um e depois outro? Esta é daquelas leituras maravilhosas que dá para todos... ;)

      Eliminar
  8. Parece uma história cheia de emoções e sentimentos.

    ResponderEliminar
  9. Parece um livro muito profundo. Acho que ia gostar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Profundo e introspectivo, e também carregado de suspense! :)

      Eliminar
  10. sem duvida uma historia cheia de sentimentos e a tua foto esta linda ...ate o gato gosta de livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Castiel adora livros, está sempre pousado ou em cima de algum, até os tira da estante e tudo! =P

      Eliminar
  11. Sem dúvida uma história de muita humanidade!

    ResponderEliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑