Opinião: O Grande Jogo dos Detetives | Caroline Carlson

Quem é o mais rápido a descobrir o criminoso?
Sinopse: Os dados estão lançados para um grande desafio, mas quando o jogo se transforma em realidade, todos podem ser culpados…
«Quando o jogo terminar, alguém nesta casa ficará rico. Alguém será o maior detetive do mundo. E alguém… — O Sr. Abernathy fez uma pausa, parecendo relutante em prosseguir. — Bem, alguém poderá estar morto.»
E assim tem início o concurso para encontrar o Maior Detetive do Mundo!
Toby tem onze anos e é assistente do seu tio detetive, mas o negócio não está fácil. Por isso, quando surge a oportunidade de competir pelo título de «Maior Detetive do Mundo», Toby sabe que tem mesmo de participar.
Mas o que era apenas um jogo transforma-se num verdadeiro mistério quando um dos participantes é encontrado morto. E talvez só os jovens detetives Toby e Ivy consigam perceber os segredos por trás deste crime.
A Rua dos Detetives está repleta de investigadores talentosos, mas Toby Montrose não é um deles. Ele é apenas o assistente do tio, e numa cidade onde não faltam detetives, os negócios não estão a correr muito bem e o jovem teme pelo seu futuro.
Os pais de Toby desapareceram num acidente quando ele tinha oito anos e nenhum dos seus familiares tem condições para o albergar de forma permanente. Para evitar ir para um orfanato, Toby foi passando de casa em casa. E agora o tio Gabriel é a sua última esperança.
Quando o detetive mais requisitado da cidade decide criar um concurso para escolher o «Maior Detetive do Mundo», Toby nem hesita: vai participar e ganhar o prémio para ajudar o tio e ficarem a viver juntos.
O caso torna-se perigosamente real quando um dos detetives é encontrado morto mesmo antes de o jogo começar. E agora? Quem será capaz de resolver este crime? E em quem se pode confiar? Será que o crime está relacionado com a família de Toby?
Com a ajuda de Ivy, a sua nova amiga e a melhor detetive que Toby conhece, os dois vão decifrando pistas, desafiam os profissionais mais experientes e evitam transformar-se se nas próximas vítimas…

Este é daqueles livros que me fazem logo pensar: "Mas por que é que no meu tempo não havia livros infantis/juvenis assim??"
O único livro da minha infância que marcou a minha vida foi mesmo o Harry Potter, e creio que foi um sucesso tão grande, que causou tanto impacto não só pela brutal originalidade e genialidade, mas também por ser tão diferente de quase todos os outros livros daquele tempo, que eram bastante básicos e repetitivos...

Mas agora há livros destes, felizmente, e são mesmo fantásticos!

Este livro, apesar de ser dirigido para os mais pequenos, é muito completo e até algo complexo, cheio de mistérios, segredos, com um enredo bem construído, inspirado na época vitoriana, num total e envolvente ambiente de "Sherlock Holmes".

Se não fosse por haver várias partes do livro em que os diálogos e atitudes, tanto por parte das crianças, como especialmente por parte dos adultos serem claramente infantis, este livro passaria por um bom livro de detectives, mistério, um thriller/policial emocionante para qualquer adulto! E mesmo assim ainda o pode ser para muitos adultos, pois quanto a mim, não fazia a mínima ideia de quem era o culpado, e bem tentei descobrir, mas só descobri (e fiquei chocada!) quando foi revelado!
Apanhou-me totalmente desprevenida, não estava nada à espera!

Que final original e inesperado! Voltas e reviravoltas, suspense, a tremenda coragem de duas jovens crianças que são diferentes em tudo, menos na sua paixão pelos detectives e resolução de crimes!

Retrata muito bem o ambiente vitoriano, o que é excelente para as crianças terem noção do que era viver nesses tempos, e as personagens são todas muito interessantes, curiosas e divertidas.
No entanto, nem todos são o que parecem!

Esta leitura vai ser a perdição e adoração dos mais novos (e até dos adultos que queiram ler policiais escritos de uma forma menos brutal), e recomendo-o sem reservas, especialmente para os jovens devoradores de livros, esta aventura vai arrebatá-los!


6 comentários:

  1. Respostas
    1. Os mais novos que adoram ler vão devorar este livro! :D
      E os que não lêem muito vão passar a ler, de certeza! ;)

      Eliminar
  2. Magnífico!
    Eu era doida pela colecção "Os Cinco" os enredos não eram previsíveis quanto aos culpados e só apetecia estar dentro de cada caso que cada livro representava (saudades).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haha! Já eu lia mais "uma aventura" ou "triângulo jota", mas depois de ter começado a ler Harry Potter nunca mais peguei nesses, porque o mundo do Harry era tão intenso e emocionante que eclipsou quase tudo o resto! =P

      Eliminar
  3. Parece-me bem giro este livro. Acho que um dos meus sobrinhos ia gostar de o ler.

    ResponderEliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑