[Opinião] A Ilha dos Segredos | Nadia Marks

O sabor do mar salgado, o cheiro dos limões e a luz das ilhas gregas.

SINOPSE
Muitas vezes, a vida corre ao contrário do planeado. Anna sabe-o melhor do que ninguém. Por isso, a viagem até à ilha onde estão as suas raízes promete dar-lhe a força de que tanto precisa. Na Grécia, Anna irá enfrentar a história desconhecida da sua família e descobrir mistérios enterrados há mais de cinquenta anos.
Nessa ilha paradisíaca do mar Egeu e à sombra dos limoeiros da casa de família, Anna irá confrontar-se com segredos dolorosos, histórias antigas e sensações adormecidas.
A Ilha dos Segredos é um romance sobre como o passado, o afeto pelos outros e a liberdade podem curar as feridas mais profundas.
«O grego antigo tem quatro palavras distintas para amor: agápe, eros, philía e storgé. Poderá afinal existir uma?»

Sinceramente, não estava à espera de gostar tanto deste livro da forma brutal como gostei, tanto que não o parei de ler nem para comer, li-o de uma assentada só, em meia dúzia de horas...
Pela sinopse e pela capa (que é linda!), julguei que seria uma historia romântica meio lamechas, com a sua dose de drama, algo dentro do género: "A Herdeira dos Olhos Tristes"... Julguei que seria uma leitura simples e descomplicada, sem grandes percalços, um romancezito de verão... 
Não podia estar mais enganada!

Fiquei absolutamente rendida! A escrita tem um balanço incrível, é muito envolvente, emocionante, introspectiva, profunda, com uma ligeira conotação lírica, e conseguiu fazer com que eu me sentisse, corpo e alma na Grécia (local que por acaso até era para ir visitar este verão, mas acabei por não conseguir ir), no entanto, se eu já tinha alguma vontade de visitar a Grécia, agora é um objectivo e um novo sonho meu, fiquei completamente rendida e apaixonada!

Depois de ler este livro, sinto-me imensamente ligada à Grécia, às suas gentes, à língua, à tradição, à sua história. Neste romance, não só ficamos completamente envolvidos na história, como ainda aprendemos muito sobre a Grécia, os seus costumes e quase que até conseguimos sentir o clima e as fragrâncias... O que eu senti ao ler este livro, e a forma como fiquei perdidamente envolvida, foi como se tivesse a ler um livro que é parte do género Lesley Pearse, e parte do género Sveva Casati Modignani, e para quem me conhece e conhece o meu blog, sabe que a Lesley e a Sveva são as minhas autoras duas preferidas de sempre, de toda a minha vida, e portanto o maior elogio que eu posso fazer a qualquer autora, é comprar-las com estas minhas duas "deusas literárias", e a autora Nadia Marks, com "A Ilha dos Segredos" mereceu, sem dúvida, essa minha distinção! 

Este livro leva-nos desde os dias de hoje até ao passado, mais especificamente ao período da segunda guerra mundial (antes, durante e depois), retrata factos históricos e reais desses tempos, passa por Inglaterra, Itália, entre outros locais, e permite-nos conhecer intimamente várias personagens, sendo-nos revelados todos os segredos e verdades sobre a história de cada um. Realidades umas chocantes, outras apaixonantes, sempre num ritmo profundamente envolvente e filosófico, fiquei perdidamente apaixonada por estas personagens, pelas suas histórias que se tornam numa só, retrata a suma importância da família, no entanto, sem nunca nos perdermos a nós próprios...

Uma brutalíssima leitura de verão, mais do que recomendada, poderei mesmo dizer obrigatória a todos os fãs de livros repletos de drama, mulheres fortes, história verídica, e do género literário de Lesley Pearse, e Sveva Casati Modignani.

6 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑