Visita à Biblioteca de Belém

19 de maio de 2018

Esta não é a fachada mais recente, mas por algum motivo não encontro, entre as fotos que tirei, a minha foto da fachada da biblioteca, por isso tive de usar esta da net.

Nesta ☛  publicação, fiz a apresentação da biblioteca, onde podem consultar os contactos e horários.

A minha visita:
 Esta visita está elaborada de forma a que: primeiro mostro a foto, e imediatamente abaixo faço os meus comentários, apresentações ou elaboro algum texto relacionado com a foto. A forma de ler esta publicação (e todas as minhas outras do blog) é: Foto - Texto - Foto - Texto, ... 

Dia 13 de Abril de 2018, depois de ir a Cascais visitar a cidade e a Biblioteca de Cascais, apanhei novamente o comboio e fui rumo a Belém, visitar a Biblioteca, desta vez a Biblioteca de Belém.
No comboio imediatamente ao meu lado, por coincidência, eu ia sentada ao lado de dois (DOIS!) ávidos leitores! Fantástico! 

Quando cheguei a Belém, sendo a primeira vez que ia completamente sozinha para lá, e também a primeira vez que ia de comboio, vi-me logo um pouco perdida. O que me valeu foi ter-me deparado quase imediatamente com dois polícias da PSP. Portanto, educadamente cheguei junto deles e perguntei-lhes se por acaso sabiam onde era a biblioteca, e lá me deram as indicações.
Guiando-me pelas indicações deles (e um bocado pelo meu instinto e sentido de orientação), quando me dei conta, (pois foi bastante rápido da estação até ali a pé), reparei que estava na rua que era suposto, e lá ao fundo, mais a meio, vi os letreiros a assinalar a biblioteca. Estava no bom caminho, boa! ツ
Cheguei! (≧◡≦)

Esta sim, é a fachada mais recente da biblioteca, ao contrário da foto sacada da net do início deste post, mas só encontro fotos da fachada comigo lá "estampada", pois esta semana que passei em Lisboa tirei selfies desalmadamente, vai-se lá saber porquê.... ≧✯◡✯≦✌ 
 Aqui é a entrada da biblioteca.
O hall da entrada.
Cheguei e apresentei-me. Apesar de eu ter enviado e-mails (em cima da hora, é verdade, mas não consegui de outra forma), a avisar que ia visitar as bibliotecas, nenhumas das pessoas a quem me dirigi sabia dessa minha visita, ou seja, eu tive de estar sempre a repetir tudo nas minhas visitas desta semana e tive várias reacções, após a surpresa inicial. Felizmente, em nenhuma biblioteca fui mal recebida, mas houve bibliotecas onde fui recebida com muito mais ênfase do que outras (em breve irei publicar aqui no blog todas as visitas que tenho pendentes), e neste caso, fui muito bem recebida pela Lénia Oliveira (Técnica Superior de Línguas e Literaturas Modernas), com quem tive o gosto de ter uma conversa muito interessante e estimulante, e sai de lá com a sensação que nos conhecíamos desde sempre! ❤
A primeira coisa que fiz, depois de me apresentar e tal, foi fazer as minhas doações de livros, faço uma doação mínima de dois livros a cada biblioteca que visito, livros esses que vejo primeiro no catálogo online se a biblioteca já os tem. Se tiver, doo outros livros que ainda não tenha. Neste caso, vi que ainda não tinha estes dois, no entanto confirmo sempre com quem os recebe se não os têm mesmo...

Duas coisas curiosas que aconteceram durante a minha doação: primeiro, vi uma jovem adolescente utilizadora da biblioteca que dos livros que ela ia requisitar, um deles era da Lesley Pearse, a minha autora preferida! No  meio de tantos livros, que coincidência!

A outra foi: ao ter os livros assim pousados (como mostro na foto acima) para tirar a foto, veio logo uma jovem adolescente pegar no livro "Hex Hall" já preparada para o requisitar. Tive de lhe explicar que estava a doar aqueles livros, que tinha de esperar que os livros fossem catalogados e inseridos na base de dados/catálogo, só depois o poderia requisitar. Ela disse-me que ao tempo que andava à procura deste livro, que já tinha lido o primeiro e estava curiosa com a continuação, ou seja, com este que eu estava a doar... O meu livro doado, mal esteja disponível, já vai ter saída!  ヅ 
 Depois comecei a minha visita. Uma curiosidade e utilidade desta biblioteca, além de ser ao pé de quase todos os monumentos mais visitados, ter variadíssimos transportes, tem uma casa de banho para pessoas com limitações, e até fraldário!
 Área infantil...
 É tão inspirador ver pequenitos a desfrutar da biblioteca...  ッ 
  Sabiam que podemos requisitar cds na biblioteca? E doar também! 
 Excelentes áreas e serviços.
E sem dúvida que nesta biblioteca os computadores e a Internet é um serviço extremamente requisitado, o tempo que estive por lá, era o serviço mais pedido, até havia pessoas em "lista de espera" para poderem usar os computadores! A biblioteca tem também Wifi gratuito.
  Salinhas bem arrumadas, arranjadas e iluminadas.
Original..
Pessoalmente, acho que a biblioteca iria beneficiar em receber mais doações de livros infantis, tem uma boa selecção, mas podia ser maior...
Adoro os assentos ao pé de janelas... ツ
 Estes computadores específicos, servem para consultarmos o catálogo da biblioteca, para assim podermos procurar o que queremos, seja por tema, autor, tipo do artigo que queremos, seja livro, cd, dvd, enciclopédia, ...
 Selecção de filmes em dvd para requisitar (também os podemos doar)
 Jornais e revistas para consulta do público em geral.
 Esta é uma biblioteca super conscienciosa e em prol dos direitos das mulheres e da igualdade. Continuem a ler, que já vão perceber porquê. (>‿♥)



 Adoro as informações todas que disponibilizam ao publico, de forma tão asseada e organizada...
Vamos lá subir ao primeiro andar...






 O pessoal a usar os computadores, uma das áreas (se não a mais) utilizadas nesta biblioteca, diariamente.
O que vamos vendo pelas janelas... 

Destaque ao autor Carlos Ruiz Zafon (autor com o qual ainda não me estreei, a ver se é este o ano de estreia!)
     Esta biblioteca tem muitas surpresas, uma delas é ter uma biblioteca, dentro da biblioteca!!

Biblioteca especializada Ana de Castro Osório
Resultando de uma doação de Maria António Assis dos Santos Palla, Ana Sara Cavalheiro Alves de Brito, Anne Cova, Maria Manuela Paiva Fernandes Tavares, Maria Teresa da Costa Sales, Leonor Xavier, Maria Irene Crespo, Inês Pedrosa, a 28 de maio de 2013 foi inaugurado na Biblioteca Municipal de Belém, um núcleo temático especializado intitulado Biblioteca Especializada Ana de Castro Osório.

A presidente do Conselho diretivo da Biblioteca Especializada Ana de Castro Osório, é a D. Maria Antónia Palla, mãe dos nosso Primeiro-Ministro, António Costa.

Uma Biblioteca Pública sobre Feminismo que uma das promotoras - Maria Antónia Palla -   em trabalho do jornal Público de 10 de junho último descreve assim:

Por outro lado, Irene Pimentel, historiadora e feminista, que tem trabalhos sobre a situação das mulheres no Estado Novo adianta: 

Parte do texto (e imagens) sobre a Biblioteca Especializada Ana de Castro Osório retirado daqui.

Este “espólio documental é constituído por monografias, ensaios, biografias e obras de ficção escritas por mulheres e homens que defendem a igualdade de género, contribuem para formar uma mentalidade feminista e promovem uma consciência crítica, no domínio da igualdade de género” (conforme referido na proposta 447/2013).

Aqui nesta sala reina o feminismo! Também há tertúlias onde os temas e livros mais debatidos são os que retratam o feminismo, mulheres fortes, homenagem às mulheres.  A tertúlia funciona uma vez por mês, normalmente na última semana do mês. Os temas são escolhidos pelas organizadoras.

Exemplos de tertúlias já realizadas:

Ana de Castro Osório
A escritora, activista e pedagoga Ana de Castro Osório (Mangualde, 18 de Junho de 1872 – Setúbal, 23 de Março de 1935) publicou, em 1905, Às Mulheres Portuguesas, o primeiro manifesto feminista português. Foi uma das fundadoras do Grupo Português de Estudos Feministas, em 1907, da Liga Republicana das Mulheres Portuguesas, em 1909 e, em 1912, da Associação de Propaganda Feminista, a primeira organização sufragista portuguesa, que, por iniciativa da escritora, integrou a International Women Suffrage Alliance. Dedicou-se desde muito cedo ao jornalismo, tendo dirigido diversos periódicos, como Sociedade Futura (1902), O Jornal dos Pequeninos (1907-1908), A Mulher e a Criança (1909-1910), A Semeadora (1915-1918). Desempenhou um papel de destaque no jornal setubalense O Radical (1910-1911). Foi membro do Grande Oriente Lusitano, adoptando como nome simbólico o da revolucionária do século XVIII Leonor Fonseca Pimentel. Imediatamente após a instauração da República, trabalhou com o Ministro da Justiça na elaboração da Lei do Divórcio, de 1910. Entre 1911 e 1916 viveu no Brasil, acompanhando o marido, que fora nomeado cônsul em S. Paulo. Com o deflagrar da 1ª Guerra Mundial fundou a Comissão de Mulheres Pela Pátria, a partir da qual se formou, em 1916, a Cruzada das Mulheres Portuguesas. Em 1916 exerceu as funções de subinspectora do trabalho da 1ª Circunscrição Industrial do Ministério do Trabalho. Foi condecorada com a Ordem Militar de Sant'Iago da Espada (1919) e com a Ordem Civil do Mérito Agrícola e Industrial (1931).É considerada a criadora da literatura infantil em Portugal, tendo realizado uma extensa e intensiva recolha dos contos da tradição oral do país, e publicado inúmeros volumes de histórias para crianças, além de ter traduzido e publicado os contos dos irmãos Grimm e muitos outros autores estrangeiros de literatura para crianças. Criou manuais escolares para o 1º ciclo. A sua extensa e diversificada obra literária, de mais de cinquenta títulos, inclui também ensaios, romances e contos. A Ana de Castro Osório se deve a compilação, organização, edição e publicação de Clepsidra, o único livro de Camilo Pessanha, em 1920, na editora por ela criada, Lusitânia. 
Fonte da biografia: sibila

 Adoro esta iniciativa!

Há aqui uma colecção incrível de livros sobre igualdade de géneros, feminismo, sobre mulheres, escrito por mulheres, tudo relacionado, é impressionante! E livros recentes também!
 Detalhes encantadores...
 ...mais detalhes encantadores... adoro o soalho...
 Aqui reina o silêncio...
 ... o conforto e a tranquilidade...

  
Adoro os pormenores para ilustrar o tema da saúde... Esta é a segunda maçã que encontrei numa biblioteca, neste dia!  
Espaços arejados, organizados, limpos e bem ambientados.
Livros, livros e mais livros! ❤

Um espólio muito interessante e diversificado...



 
Sou fiel adepta de ajudar e arrumar o que desarrumo, no entanto, em questão de bibliotecas e dos respectivos livros, quando tiramos os livros das prateleiras, por mais boa vontade que tenhamos, mais vale não voltar a meter o livro na prateleira, mais vale deixar em cima de uma mesa (ou nos carrinhos específicos que por vezes há em bibliotecas para deixar os livros que consultámos), pois basta por distracção arrumar-mos o livro mal, que depois para as pessoas darem com ele é um degredo, pois a procura é através dos códigos das lombadas, tudo segue uma lógica, e se quebramos essa lógica, depois dificultamos o trabalho a quem lá trabalha, e a quem deles procura e precisa. 

 Esta biblioteca precisa de mais livros da Jodi Picoult! m/(>.<)\m Eu pessoalmente já doei um!
 Os livros desta autora têm-se seguido biblioteca atrás de biblioteca, estou cada vez mais curiosa!
 Conforto...
 O maravilhoso terraço...
 Fantástico para dias soalheiros... (esta esplanada têm uma história, continuem a ler para ficarem a saber tudo!) (>‿◠)
Quero ler este livro do James Rollins!
 Literatura Portuguesa... Excelente selecção!
 Espaços acolhedores...
Também tenho muita curiosidade em ler "Inverno de Sombras", este é o ano em que estou a tentar dar mais destaque à literatura nacional...

 Detalhes...
... mais detalhes... 
 ...muitas janelas, muita luz natural...
...maravilhoso...
...adoro!  
Outra curiosidade desta biblioteca, é que é aqui (na biblioteca!) que se situa a Cafetaria restaurante pertencente à associação de solidariedade Corações com Coroa, fundada por Catarina Furtado. Está instalado no jardim de laranjeiras da Biblioteca Municipal de Belém. Aberto ao público em setembro de 2017, apresenta propostas gastronómicas selecionadas pelo Chef Kiko. A concepção do espaço e do mobiliário é da autoria do arquitecto Manuel Aires Mateus.
Foto facebook CCC
Dia(s) de Encerramento: Domingos, Segundas
Preço Médio: 10.00
Tipo de Restaurante: Portuguesa
Horário de Funcionamento: De terça a sábado das 10:00 às 19:00.
A Associação Corações com Coroa é uma associação sem fins lucrativos e Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) nascida em 2012 a partir de vontades com disponibilidade e entrega, para promover uma cultura de solidariedade, igualdade de oportunidades e inclusão sócio- afectiva de pessoas em situações de vulnerabilidade, risco ou pobreza.
A CCC não é uma associação caritativa, no sentido de se transformar num banco de bens, mas antes, quer crescer como uma associação de apoio e de intervenção social, em respeito pelos direitos fundamentais de todas as pessoas.
Missão:
❥ Desenvolver uma forte componente de PREVENÇÃO e de ACTUAÇÃO DIRECTA que contribua para a resolução de problemas e/ou riscos.

❥ Contribuir para a capacitação de meninas, jovens e mulheres. A Igualdade de Género é uma estratégia eficaz para Combater a Pobreza e a Exclusão Social.

❥ Garantir o desenvolvimento de uma consciência social e política em torno do lema – Apoiar uma mulher é apoiar uma família, uma comunidade, um país. Sabemos que quando as mulheres têm oportunidades, são saudáveis, têm acesso a educação e fazem livre e conscientemente as suas escolhas, existem benefícios, noutras áreas, como a redução da pobreza, a educação, e a sustentabilidade de recursos naturais. 
Podem ficar a conhecer mais sobre esta associação, aqui.
 Na minha próxima visita, tentarei tirar mais fotos minhas ao café e à explanada, por agora deixo fotos do facebook do CCC:
 Foto retirada do facebook CCC
  Foto retirada do facebook CCC
 Foto retirada do facebook CCC
Esta foto já é minha! =P
O brasão da minha cidade, adoro!
A biblioteca alberga ainda esta sala "secreta", antiga cozinha de quando era um palácio, onde agora se realizam encontros, apresentações, workshops.. ...

Têm vista parcial para o café corações com coroas.
Já viram este fantástico forno a lenha? (Já inutilizado, claro), mas dá para imaginar as refeições que saiam daqui...
Foto acima retirada da facebook CCC
Assim podem ver como fica esta sala quando está a ser usada.
Os espaços todos aproveitados... 
E assim terminou a minha visita... Digam lá que esta não é uma biblioteca cheia de surpresas??! ≧✯◡✯≦

Maravilhosa! Espaços amenos, acolhedores, com muita luz natural, um edíficio lindo cheio de detalhes encantadores, maravilhosa construção (e manutenção) e para ser tão no meio da cidade, no meio de tudo, reina lá o silêncio e serenidade....

Muito obrigada Lénia por tudo, pela conversa, pela atenção, simpatia e disponibilidade, pela sinceridade e motivação, e até breve!! ❤❤  (>‿♥)

8 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑