Opinião Série: Os Goldbergs

Sinopse: Antes do aparecimento dos blogues de parentalidade, dos troféus de participação e das alergias a amendoim, existiu um tempo mais simples chamado anos 80. Para Adam, o filho mais novo geek e obcecado por filmes, estes foram os melhores anos da sua vida, e ele enfrentou-os munido de uma câmara de vídeo para captar toda a loucura. Os Goldberg são uma família amorosa como qualquer outra, só que com mais uns quantos gritos pelo meio.
...in 1980-something...
Sou uma apaixonada pelos anos 80. É verdade que nasci em 88 e apesar de ter nascido nos anos 80, os que mais me recordo são os 90, mas mesmo assim ainda tenho noção do ambiente e das fotos de família e do que dos 80 passou/repetiu nos 90, e apesar de não ter vivido os anos 80 todos, é a época mais nostálgica para mim. Por isso gostei tanto do novo vilão do Gru Mal-disposto.

Quando tive conhecimento da estreia desta série, fiquei logo "em pulgas", mas esperei até sair pelo menos as duas primeiras temporadas (quando fui a ver, já ia na quarta, melhor!), pois se há coisa que odeio é ter de esperar dias só para ver um episódio. Depois de esperar dias, vemos um episódio de 20 ou 40 minutos, e lá voltamos mais uma semana à espera para ver uns quantos minutos. Raramente começo a ver uma série sem pelo menos sair a primeira temporada completa.

A-D-O-R-O a série!
O ambiente, as referências tão bem conhecidas por mim, as séries e filmes daquele tempo, músicas, modas, educações, os sarilhos em que dava para nos metermos... Tanta coisa boa que hoje em dia se perdeu... O melhor desta série, é ser inspirada numa família real, em factos reais, situações hilárias que aconteceram mesmo. Do melhor!

Adam F. Goldberg
E tem de ser mesmo - F. - Goldberg, sem esquecer o F., que é muito importante, pois há outro Adam Goldberg na história que não gosta cá de misturas nem de confusões, algo que Adam F. (!) volta e meia nos está a relembrar.
Foi o Adam (da vida real) quem registou por vídeo e fotos a sua vida familiar e escolar, que agora partilha connosco através desta fabulosa série. Uma das coisas que mais me arrependo da vida foi não ter feito o mesmo, não ter filmado os meus bons tempos tudo quanto eu pudesse... Se fosse agora, também passaria a vida a filmar aqueles tempos....
Cromo, geek, nerd, viciado em certos filmes de ficção cientifica, super-heróis, video-jogos, e na cinematografia e edição de vídeos. Parece-se um pouco com o Greg de "Diário de um Banana".

Beverly Goldberg
A mãe galinha sufocante. Ai de quem faça algo de mal aos seus "bebés" que ela rebenta com tudo! A que melhor personifica o estilo de vestuário dos anos 80, dona de casa, e pensa que os seus filhos são as melhores criaturas de todo o universo e de toda a criação. Com uma personalidade muito forte, muito teimosa, assertiva, romântica, ama os seus filhos acima da sua própria vida.

Murray Goldberg
Um clássico Homer Simpson personificado. Adoro a personalidade dele. Muitissimo teimoso, não gosta de mostrar as suas emoções gratuitamente, e mal chega a casa, calas para o chão, de cuecas no cadeirão! xD
Tenta envolver-se o mínimo possível nos dramas familiares, pois é o "ganha-pão" da casa, e quando chega quer é fazer o que mais gosta e que não o chateiem, mas quando se envolve.... É super cómico. Está constantemente a chamar aos filhos "MORONS!!", pois é o que eles são.

Barry Goldberg
Tem uma data de pancas... Tanto é o Karaté Kid, como um tenista famoso, como é médico, como é estilista, como é tudo o que se lhe mete pela cabeça dentro e depois tenta levar à sua avante contra tudo e todos. É dos que mais me faz rir, completamente apatetado, com a mania, uma enorme auto-estima, convencido, mas no meio de tudo, tem bom coração.

Erica Goldberg

A filha mais velha, bonita, popular, neurótica, convencida, mas no meio de tudo, uma boa amiga e irmã. É quem ajuda a resolver muitas trapalhadas em que os irmãos se metem, mas quando é para os lixar, lixa-os bem.

Albert "Pops" Solomon
Adoro o "Pops"! O avô cheio de pinta e muito "prá frentex" mesmo para aqueles tempos! Mulherengo, engatatão, oferece os seus conselhos a todos da família e ajuda em tudo o que pode. Muito fixe.

Lucky
A cadelinha que é o amor da vida de Murray Goldberg, que é completamente doido por ela, e estão sempre os dois juntos no sofá, com Murray a pegar nela ao colo e a enche-la de mimos, o oposto que faz com os filhos, que volta e meia ficam cheios de ciúmes da cadela, por sentirem que é mais bem tratada do que eles.

Adoro todas as personagens, não há nenhuma que goste menos nem mais, tanto as principais como secundárias, todas se interligam e se completam.
Uma das coisas que acho mais fascinante, é que no final de cada episódio nos é mostrado um pequeno clip da filmagem caseira original que deu origem ao episódio, filmado pelo Adam da vida real! Também costuma aparecer fotos desses tempos, com a família da vida real, o que dá um toque legitimo à série.

Brilhante!
TRAILER

Podem assistir na Fox Comedy.

Curiosidade:
Adam Goldberg não tem uma irmã (Erica), mas sim outro irmão. No entanto, preferiu inserir na série uma irmã mais velha. No entanto, alguns dos traços e personalidades de irmão estão na sua representação feminina. O motivo foi poder explorar um novo leque de opções para as histórias serem contadas.
O seu irmão (Eric) não ficou aborrecido e até achou piada e gosta da personagem de Erica.

8 comentários:

  1. Comecei a ver há pouco tempo ... tão boa!

    ResponderEliminar
  2. Uma série que gostei de ver (não acompanhei tudo), nomeadamente porque os anos 80s me dizem muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda nem vi a 5a série, tenho de voltar a pegar nela que eu adoro-os!! :D

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Que pena, pois esta série é fantástica e super divertida! :D

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑