Opinião Filme: Em Parte Incerta

22 de agosto de 2017

Título original: Gone Girl
De: David Fincher
Com: Ben Affleck, Rosamund Pike, Neil Patrick Harris, Tyler Perry, Missi Pyle, Emily Ratajkowski
Género: Drama
Classificação: M/16
Outros dados: EUA, 2014, Cores, 145 min.
Sinopse
No quinto aniversário de casamento, Nick Dunne relata que a sua bela esposa, Amy, desapareceu. Sob a pressão da polícia e com um barulho ensurdecedor causado pelos media, o retrato da união feliz de Nick e Amy começa a desmoronar-se. Rapidamente, as mentiras, os enganos e os comportamentos estranhos de Nick fazem com que todos questionem: Será que Nick Dunne matou a sua mulher?

Tenho tanta pena de não ter lido primeiro o livro antes de ver o filme, mas supostamente este tipo de histórias não fazia o meu género, e mesmo para ver o filme comecei a ver diversas vezes e desisti antes de entrar mesmo na história.

Mas quando entrei na história... ah... quando eu me embrenhei na história, não consegui voltar a sair. Sinto como se tivesse visto o filme quase sem piscar os olhos, na expectativa, no suspense, ansiosa por saber o que iria acontecer a seguir, é muito imprevisível (o que eu AMO! tudo o que me consegue surpreender -o que é raro - é inesquecível para mim), psicótico, misterioso, dramático, completa e totalmente arrebatador. De ficar sem fôlego. 

TRAILER

E que voltas e reviravoltas! Caramba, quando pensei que já não ia dar mais voltas a dar, lá voltava a dar mais uma reviravolta imprevisível!

É tão intenso! E deliciosamente confuso. A determinada altura, já não sabia o que havia de pensar, em que havia de acreditar, e do lado de quem haveria de ficar. Quem tinha a razão ao seu lado, ou se nem sequer haveria razão do lado de ninguém, simplesmente cada um faz o que tem a fazer sobre aquilo que sente que tem de ser feito. Agora as formas como se fazem determinadas coisas... Intenso...

Será que no meio daquele (brilhante!) enredo todo, os fins justificam os meios? Será que haverá justificação ou desculpa para tudo aquilo? E se fosse connosco? Será que não faríamos o mesmo? Ou até pior? Ou nunca na vida teríamos sequer coragem?

Muito raramente leio um livro se já vi o filme, mas este caso será uma excepção, mal posso esperar por ler o livro e voltar a perder-me nesta história, perder-me ainda mais nos pormenores que os livros oferecem sempre mais que os filmes, e também voltar a deliciar-me com a escrita de Gillian Flynn, que já me conquistou e de certeza que me vai arrebatar com o livro, se já o filme fez o que fez.

Fascinante, intenso, escandaloso e até algo mórbido, uma das minhas histórias preferidas de sempre.
A personagem de que mais gostei foi da Amy.

Altamente recomendado. Soberbo.

14 comentários:

  1. Girl o livro é muito bom,mas o filme é exemplar.

    ResponderEliminar
  2. Bem, se tinha dúvidas, depois da tua opinião vou ter mesmo de prestar atenção a esta história!

    ResponderEliminar
  3. Olá Liliana,
    Infelizmente o filme não teve grande impacto em mim. A justificação que tenho para esta sensação foi: li o livro antes de ver o filme.
    O livro está construído de forma brilhante. Facilmente nos sentimos "embrulhados" na história e nas personagens.
    Espero que o facto de teres visto o filme antes não estrague a tua experiência de leitura.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois o meu receio é esse, que o facto de ter visto primeiro o filme me retire emoções e surpresas na leitura, mas mesmo assim acredito que vou apreciar à mesma. Não da mesma forma como se não tivesse visto o filme, não fosse eu fanática anti-spoiler, mas espero mesmo assim conseguir deliciar-me... :)

      Eliminar
  4. Gostei muito do livro apesar de não ser o meu preferido da autora - gostei mais do Objectos Cortantes.
    O filme foi mais ou menos... gostei mas não deixou grandes marcas, não é mau mas está longe de estar entre os melhores do género, na minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para ti qual é o melhor filme do género? *_* Se eu gostei deste e há melhores, tenho de ver!!
      Ah, estou super ansiosa por ler "Objectos Cortantes", mas ainda não tive a sorte de lhe conseguir deitar a mão... :(

      Eliminar
  5. Este foi um daqueles casos raros em que acho que prefiro o filme ao livro... Caí no 'erro' de ver o filme primeiro, e ter ficado deliciada. Depois com o livro não fiquei tão entusiasmada. Não porque esteja mal escrito nem nada disso.. mas aquele filme.. muito bem feito :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é exactamente esse o problema. Eu acho que até hoje nunca consegui terminar a leitura de um livro que já tenha visto o filme porque o mais importante, o suspense e não saber o final tendo já sido revelados, por muito que os livros sejam mais interesses e tenham mais conteúdo, a leitura torna-se estranha e previsível... Adorei mesmo ver o filme, mas quem me dera ter lido o livro primeiro. :(
      Ainda bem que ainda me falta ler mais livros desta autora, poder descobrir tudo em primeira mão através da sua deliciosa leitura... ;)
      Mesmo assim um dia em que não tenha nada de especial para ler, ou dar uma oportunidade ao livro.

      Eliminar
  6. Adorei este filme, é intenso e perturbador. Dos melhores filmes que vi nos últimos anos!

    ResponderEliminar
  7. Ainda não vi o filme mas fiquei com vontade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É brutal!! Dá a volta à cabeça de tal maneira que nem sabemos onde nos meter! =P

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑