[Apresentação] dub | dressed up books

21 de maio de 2016


Se ler se aprende aos seis e é como andar de bicicleta nunca mais se esquece um livro é transversal a várias gerações, pode fascinar dos 8 aos 88, ser lido uma ou vinte vezes, interpretado de forma simples ou rebuscada por pessoas da mesma idade ou separadas por tempos diferentes.

O livro não deixa, no entanto, de ser um objecto que pessoas comuns pelo mundo inteiro abrem nas mais diversas situações, seja na viagem mais longa que alguma vez fizeram ou para passar os cinco minutos que separam as estações de metro de casa ao trabalho, na esplanada do café ou na sala de espera do dentista, os livros são atirados para dentro de mochilas, carteiras, sacos de praia, pastas de trabalho ou até sacos de compras.

dub | dressed up books | surge disto tudo e da ideia de uma mãe e de uma filha, Vera e Madalena, separadas por 30 anos, uma formada em Letras outra em Arquitectura, de criarem uma capa em tecido para livros que fosse prática, reutilizável independentemente da espessura do livro e totalmente lavável. Nasce assim o modelo THE ORIGINAL existente em diversos padrões, constantemente actualizados para que o João Maria e a Maria João sentados na mesma esplanada não estejam a ler “um livro igual”.

Algumas das fantásticas capas:



8 comentários:

  1. é das melhores capas que andam ai xD

    ResponderEliminar
  2. Olá eu adoro a Dub.
    Tenho uma capa para livros que é a do mapa. Utilizo-a principalmente no verão para protegem os meu livros quando os leio na praia!
    ;)

    ResponderEliminar
  3. Lindas!
    Só há uma questão (isto é uma brincadeira, não me levem a mal :D ) eu agora quase não saio, mas se for andar nos transportes e todos os que forem a ler tiverem uma capa, como vejo o que estão a ler? Ahahahahah, dramático :D :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HaHAHA xD
      Querida Tina, ainda hoje pensei nisso quando vi uma pessoa com um livro com a capa tapada, no entanto também pensei nisso quando pouco depois retirei o meu livro da mala e vi que já estava um pouco amolgado na lombada por andar sempre a meter e a tirar dentro da mala, por isso é mesmo escolher o mal menor, neste caso é manter o livro protegido e oculto dos olhares curiosos, mantendo um véu de mistério =P

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★
↧↧ ↧↧ ↧↧
✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑